terça-feira, 31 de maio de 2011

Igreja nos Lares - Dons Espirituais - Com decência e ordem

Com decência e ordem

Os perigos que se devem evitar ao exercer os dons nas células são os mesmos acerca dos quais Paulo advertiu a igreja nas casas em Corinto.

O primeiro perigo é o de exaltação da pessoa que usa os dons. Dada a fascinação que as pessoas experimentam em relação ao sobrenatural, a tendência é ver as pessoas com dons como seres fora do normal. Isso pode produzir atitudes de orgulho nas que exercem os dons. Por isso, Paulo recomenda que os dons devem ser exercidos com o único propósito de edificar os demais crentes (1Co 14.12).

Também se deve cuidar para não dar uma impressão inadequada do evangelho aos que não são crentes. Paulo disse que devemos ter muito cuidado com o exercício dos dons de maneira que os convidados não pensem que os cristãos são loucos (1Co 14.23).

Os dons devem ser praticados dentro de uma ordem já estabelecida. Essa ordem indica que somente duas pessoas podem falar em línguas. No máximo, três e cada uma por sua vez, e sempre somente se houver alguém que as interprete. Se não houver quem as interprete, os que falam em línguas devem se abster de fazê-lo (1Co 14.27,28).

E quanto às profecias, de igual maneira, somente devem fazê-lo duas ou três pessoas. Em caso que algo que foi revelado a outra pessoa, a primeira deve se calar para ceder a oportunidade à segunda (1Co 14.29,30).

As palavras finais de Paulo sobre o tema são excelentes para encerrar: "Assim, meus irmãos, procurem sempre anunciar a mensagem de Deus, mas não proíbam que se fale em línguas estranhas. Portanto, façam tudo com decência e ordem" (1Co 14.39,40).

Pr. Mario Vega

(International Cell Church Forum - 30.04.2011)
http://www.celulas.com.br/artigo_detalhado.php?id_artigos=116

Nenhum comentário:

Postar um comentário