terça-feira, 10 de maio de 2011

JOGANDO FORA O HINÁRIO

O texto abaixo foi extraído de “Não é uma Questão de Música” (It’s Not about the Music) de Dan Lucarini, 2010, p.149. Lucarini é um EX líder de louvor contemporâneo e seu testemunho pode ser visto em “Por que Deixei o Movimento de Música Cristã Contemporânea” (Why I Left the Contemporary Christian Music Movement).


“Em uma das igrejas onde eu conduzia o louvor, tínhamos acabado a transposição para um estilo totalmente contemporâneo em cada culto e não tínhamos usado o Hinário há meses.

Num fim de semana eu estava preparando o louvor para o culto de Domingo que incluía a observância da Ceia do Senhor... Fui levado de volta ao hinário que conservava por perto de nosso piano. O Senhor me indicou que selecionasse Near the Cross (“Ao Pé da Cruz” Cantor Cristão, 289)... 

Na manhã de domingo, na hora de [cada crente se] preparar [espiritualmente para] a Ceia, pedi à congregação para abrir o hinário na página do hino. Houve um breve momento de confusão; ouvi murmúrios e sussurros [muitos não estavam entendendo, talvez não tinham a menor idéia do que eu pedia]. Então eu disse à congregação: vocês sabem: o livro azul à sua frente no escaninho. Mas as luzes do auditório estavam sempre rebaixadas durante nosso tempo de culto e assim, muitos não achavam nem o livro nem a página. Pedi à equipe que aumentasse as luzes. O que aconteceu a seguir foi doce e triste, ao mesmo tempo. A luz substituiu a escuridão e cantamos com o hinário, com lindas harmonias que trouxeram lágrimas de alegria aos meus olhos e, do que pude ver, a muitos outros olhos da congregação... 

Não havia baterias ou guitarras para enfatizar o canto dos santos... Cada grupo de idade, independente do seu gosto ou preferência, tinha se unido numa canção em comum de arrependimento e de louvor a Jesus... Meus leitores me enviaram incontáveis exemplos de como o cantar em suas igrejas declinou após a transição para a tela [só usarem projetor e datashow]. Mais pessoas estavam de pé em volta observando e ouvindo os cantores... 

Um hino é muito diferente da “canção de adoração do mês”. Há o benefício de confiar na sabedoria dos homens e mulheres inspirados divinamente que, com muito cuidado, selecionaram os melhores dos melhores hinos, e montaram o hinário. Nenhum hino é perfeito, claro, mas podemos confiar na grande maioria dos hinos rigorosamente selecionados, sem a necessidade de [aflitamente] examinar cada canção e compositor... 

Quando jogamos fora nossos hinários, também jogamos fora as proteções divinas contra a heresia doutrinária e a chocante música mundana. Entregamos a bandeja formação [o catecismo] musical de nossas crianças à indústria de música ecumênica conduzida pelos piores modismos e luxúrias desta era atual. Já estamos atrasados para parar com esse experimento e investir novamente num bom hinário.”


Ao Pé da Cruz
Cantor Cristão, 289


Quero estar ao pé da cruz,
De onde rica fonte
Corre franca, salutar,
Do Calvário monte.

A tremer ao pé da cruz,
Graça eterna achou-me;
Matutina Estrela ali
Raios seus mandou-me.

Sempre a cruz, Jesus, meu Deus,
Queiras recordar-me;
Dela à sombra, Salvador,
Queiras abrigar-me.

Junto a cruz, ardendo em fé.
Sem temor vigio,
Pois à terra santa irei,
Salvo, além do rio.

Sim, na cruz, sim, na cruz,
Sempre me glorio,
E no fim vou descansar,
Salvo, além do rio.


(ouça em janela Youtube em http://letras.terra.com.br/cantor-cristao/722146/)




Autor: Dan Lucarini
Tradução: Jeanne Rangel, 2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário