domingo, 5 de junho de 2011

O Senhor nos ensina a orar - Igreja nos Lares - Estudo 15



Texto Bíblico:- Mateus 6. 6-13.

 6.6   Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.

6.7   E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque presumem que pelo seu muito falar serão ouvidos.
6.8   Não vos assemelheis, pois, a eles; porque Deus, o vosso Pai, sabe o de que tendes necessidade, antes que lho peçais.
6.9   Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome;
6.10   venha o teu reino; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu;
6.11   o pão nosso de cada dia dá-nos hoje;
6.12   e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores;
6.13   e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém!
No Sermão do Monte o Senhor Jesus Cristo deixou-nos muitos ensinamentos preciosos. 

Hoje veremos a oração modelo ensinada por Ele que contém pontos básicos de nosso relacionamento com Deus. Essa oração tem sido chamada de "O Pai Nosso" porque é dirigida diretamente ao Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, nosso Pai também, porque nos tornamos filhos de Deus quando cremos no senhorio de Cristo em nossas vidas, ao nascer de novo espiritualmente. 

Essa oração não deve ser usada repetidamente como vemos no verso 7 de nosso texto bíblico de hoje. É uma oração modelo, base para as nossas orações.

Responda:- Lendo os versos 5 a 8, como podemos definir uma oração que Deus ouve?

9-10 - A primeira parte da oração é uma exaltação ao nome do Senhor reconhecendo sua soberania. Temos acesso ao Pai podendo nos dirigir a Ele sem intermediários.

11 - O Senhor tem para nós o sustento para cada dia, tanto espiritual como material.

12 – Nós devemos perdoar os nossos devedores e ofensores. A falta de perdão impede que sejamos perdoados e consequentemente abençoados. Veja ainda os versos 14 e 15.

13 – Não podemos impedir as tentações, mas devemos buscar no Senhor as forças para vencê-las e sermos livres da atuação do maligno, de satanás sobre nossa vida.

Nossa oração deve terminar como palavras de exaltação a Deus.

Glória a Deus! Através de Jesus Cristo podemos nos relacionar com Deus como seus filhos.

Ivo Gomes do Prado

Nenhum comentário:

Postar um comentário