sábado, 6 de agosto de 2011

Igreja nos Lares:- Confissão dos pecados individuais e dos antepassados.

Confissão dos pecados individuais e dos antepassados.

No estudo passado vimos Daniel confessando e pedindo perdão pelos pecados dos seus antepassados. Relacionamos abaixo mais alguns versos:-

-Levítico 26.40, 42. O texto profetiza o cativeiro babilônico ocorrido por causa do pecado do povo judeu. Fala da necessidade da confissão de pecados.

-Daniel 9.16. Em Daniel se cumpre a profecia quando ele confessa e pede o perdão pelo pecado do povo, motivo do cativeiro de 70 anos.

-Neemias 1.6, 9.2. De volta do exílio, Neemias e o povo confessam o pecado.

Confissão e perdão dos pecados de membros da Igreja.

Como Igreja do Senhor Jesus somos uma comunidade que vive em amor. Os versos finais do livro escrito por Tiago, um dos irmãos carnais de Jesus, nos falam do modo que devemos viver em nosso dia a dia. Vejamos Tiago 5. 7-29.

Destacamos:-

V. 9 – Não nos queixar dos irmãos.

V. 13 – Participando nos sofrimentos e nas alegrias de nossos irmãos. Orando, intercedendo e louvores o nome do Senhor.

V. 14 – Intercedendo pelos enfermos.

V. 15 – Confissão de pecados e falhas no grupo e intercessão mútua. Poder da oração da fé.

V. 19-20 – Preocupação com os desviados.

Orações pela obra:-

Atos 4.29 - Intercedendo pedindo poder e ousadia para anunciar a Palavra.

Mateus 9.36-38 – Intercedendo para que Deus envie obreiros para Sua ceara.

Obtendo vitórias na oração:-

Saturando a mente com a Palavra – Colos. 3.16 – I Cor. 1.18 – Ef. 6.17.

Usando o poder do Espírito Santo. I Tessalonicenses 1.5 – I Coríntios 2. 4-5.

Companheiros de oração:- Mateus 18.19-20.

Perseverando na oração:- Daniel 10. 12-14 – Lucas 11. 9-10.

Pedindo no nome de Jesus:- João 14 .13 (Jesus faz essa promessa por 7 vezes, João 14.13,14 – Jo 15.7,16 – Jo 16.23,24,26.

Conclusão:- Nossa intercessão deve ter a motivação correta, devemos ser perseverantes até alcançarmos a resposta do Senhor.

OBSERVAÇÃO - Quando oramos e pedimos perdão pelos pecados da Igreja e pelos pecados dos antepassados, não significa que os pecados das pessoas individualmente serão perdoados, mas sim pelas consequências dos mesmos sobre a geração presente. Cada pessoa vai prestar contas individualmente pelos seus pecados. 

Coletivamente para haver as bênçãos do Senhor há necessidade de se confessar nossos pecados individuais e também do grupo ou Igreja a que pertencemos. Também há necessidade de uma nova tomada de posição em buscar a vontade do Senhor através da atuação do Espírito Santo tanto em nossas vidas particulares, como do grupo a que pertencemos.

Ivo Gomes do Prado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário