quarta-feira, 8 de agosto de 2012

"A maioria dos pastores são pessoas frustradas na velhice."

Quando o pregador internacional Abe Huble (MDA Santarém) esteve aqui (Ribeirão Preto), passou aos líderes reunidos uma informação que doeu em nossos corações:

-"A maioria dos pastores são pessoas frustradas na velhice."
Desde então, isto faz uns 6 anos, pus-me  a analisar e perguntar aos colegas o porquê disso.

De forma geral, no ambiente que vivemos, não é o financeiro, pois a maioria tem algum recurso ou apoio na velhice.

Cheguei então a duas conclusões:

-Pastores que na velhice ficam fora das atividades da igreja sofrem com isto, podem entrar em depressão e consequente frustração. Isto não é difícil de ser resolvido, desde que haja paciência da liderança e humildade do ancião.

-Pastores que não cumpriram seu chamado durante o tempo que teve oportunidade: Missões é o caso mais claro de esquiva dos pastores.
Uma igreja tem no decorrer de sua vida disponível uma grande soma de recursos:

Financeiro, obreiros e intercessão.

É comum, no entanto os pastores aplicarem quase tudo nas necessidades locais.

Alguns enviam alguém ou algum recurso para a junta de missões ou uma agência missionária ficando desta forma achando que cumpriram a sua parte.

Em geral não há intercessão pelos missionários nos cultos, e nem mesmo são citados.

Não há dúvidas que causa uma inquietação na alma desses servos, pois o Comando do Mestre é claro:

Confins da Terra, Samaria, Judéia e Jerusalém.

Cada Cristão e cada Igreja Local tem o chamado quádruplo e ele tem que ser realizado.

Meu querido Pastor, amado ungido de Deus:

QUAL É A SAMARIA DE SUA IGREJA?

QUAL É OS CONFINS DA TERRA DE SUA IGREJA?

Se não tiver resposta está em tempo de corrigir os rumos “...Antes que se rompa o cordão de prata, e se quebre o copo de ouro, e se despedace o cântaro junto à fonte, e se quebre a roda junto ao poço...”

Pr. Anézio Massuia – Em treinamento para galgar o título de servo inútil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário