quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

O relógio divino - Mary Schultze

As notícias na mídia são alarmantes. Os tornados, enchentes, terremotos, maremotos, pestilências e uma porção de outros desastres mundiais têm acontecido, constantemente, nas últimas décadas, e continuam acontecendo, diariamente.

Tudo isso pode ser um sinal de que o Senhor está advertindo os pecadores para que se arrependam, e preparando os Seus amados para a hora do Arrebatamento, a qual será seguida de uma destruição global.

A moderna nação de Israel foi fundada em maio de 1948. De lá para cá, muitas coisas terríveis têm acontecido. A pequena nação tem sofrido horrores nas mãos dos seus vizinhos inimigos. Muitas guerras têm sido feitas em nome da liberdade. É como se “o tempo das dores de Jacó” não se destinasse apenas a Israel, mas ao mundo inteiro.

Se adicionarmos o número bíblico de 70 anos a 1948, chegaremos a 2018, quando o Senhor Jesus poderá estar arrebatando os Seus, para livrá-los da Grande Tribulação que o Pai vai derramar sobre este mundo pecaminoso. Os desastres ecológicos são um prenúncio de que a hora final começa a chegar para todas os habitantes do globo terrestre.

Nunca foram ouvidas tantas notícias tenebrosas na mídia como depois que Israel voltou a ser uma nação. Este país é o relógio divino e a cada minuto que passa, estamos avançando para uma hecatombe final, quando poucos sobreviverão.

O pecado vai se tornando uma coisa normal para os incrédulos: o adultério, o homossexualismo, o aborto, e todo tipo de desrespeito ao próximo têm sido vistos como coisas aceitáveis. Os crimes aumentam em escala tenebrosa. Numa cidade como São Paulo, são praticados muitos crimes, diariamente, e a polícia já não tem mais controle sobre os bandidos, mesmo porque muitos que dela fazem parte estão mancomunados com o crime.

O desrespeito aos pais e mestres tem sido institucionalizado nos lares e nas escolas, com o bullying dos mais fortes contra os mais fracos, em todos os setores da sociedade. No meu tempo de adolescente (anos 1940-50), havia respeito entre as pessoas; a velhice era venerada, os mestres eram mais severos e as pessoas aprendiam a conviver pacificamente. Os mandamentos de Deus ainda eram obedecidos e a família tinha uma abençoada estabilidade moral. Hoje tudo se esfacela com o modernismo...

Como “o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males” (1Timóteo 6:10), não é difícil imaginar o motivo de tantas desgraças acontecendo, diariamente, neste mundo, o qual, indubitavelmente, “jaz no maligno”.

Dou Graças a Deus por estar completando 83 anos esta semana. Ainda não fui embora, como aconteceu ao grande Arquiteto Oscar Niemeyer (nascido em 15/12/1907 e falecido hoje). Mas já posso vislumbrar um pouco da eternidade, que se aproxima. Isso porque “aos justos nasce luz nas trevas”, conforme a promessa do salmista, no Salmos 112:4-a!

Mary Schultze, 06/12/2012 - www.marybilbia.com

Um comentário:

  1. Um pouco atrasado meus parabéns não só pelo aniversário mas, por sua vida e dedicação ao Evangelho de JESUS CRISTO

    ResponderExcluir