terça-feira, 10 de setembro de 2013

IGREJAS OU CLUBES DE SALVOS?

A história abaixo não é mera coincidência nem com a realidade de hoje e muito menos com as histórias dos avivamentos, pois todos o movimentos tiveram os seus apogeus e os seus declínios. São como as paixões que antecedem os casamentos, logo se apagam permanecendo o melhor que é o amor.

A maioria de nossas Igrejas atuais são como história de um clube de náufragos. Como um clube criado para salvar outros sobreviventes de naufrágios que havia numa costa marítima cheia de rochas traiçoeiras. Com o passar do tempo esse clube começou a se "organizar" acabando por serem acrescentadas muitas atividades sociais. Até que um dia, os membros do clube acabaram por se esquecer quase que completamente da finalidade para que o mesmo havia sido criado.

Aí um grupo de recém salvos dos últimos naufrágios iniciaram outro clube de náufragos.  Mas com o tempo esse novo clube  foi se "modernizando" e acabou tendo o mesmo destino do primeiro clube.

E assim a história sempre acaba por repetir-se.

Não é possível se manter um avivamento em seus tempos de apogeu, mas é possível se manter o amor de Deus renovando-se constantemente para manter a chama do Espírito sempre a arder em nossos corações.

II Timóteo 1.6 "Por essa razão, torno a lembrar-lhe que mantenha viva a chama do dom de Deus que está em você mediante a imposição das minhas mãos."


Ivo Gomes do Prado

Nenhum comentário:

Postar um comentário