quinta-feira, 30 de maio de 2013

QUEM É O ANTICRISTO?

Definir a identidade do anticristo não é coisa fácil. Não há consenso entre os estudiosos. 

Jesus o chamou de "o abominável da desolação" (Mt 24.15-). Paulo o chamou de "o homem da iniquidade, o filho da perdição" (2Ts 2.3) e também de "o iníquo" (2Ts 2.8). João o chamou de "o anticristo" (1Jo 2.18) e também "a besta que emerge do mar" (Ap 13.1; 19.20). 

O anticristo receberá o poder, o trono e grande autoridade de Satanás (Ap 13.2). Será adorado (Ap 13.4). Parecerá invencível (Ap 13.4). Vai perseguir e matar os santos (Ap 13.7). Será adorado por todos os homens, exceto aqueles cujo nome estão no livro da vida (Ap 13.8). 

O anticristo, porém, será derrotado fragorosamente por Jesus em sua segunda vinda (2Ts 2.8). Será lançado no lago de fogo para sofrer eternamente (Ap 19.20; 20.10). 

A igreja de Cristo, porém, desfrutará das venturas eternas no novo céu e na nova terra (Ap 21.1-7).

terça-feira, 28 de maio de 2013

Vaticano corrige Papa Francisco: ateus vão para o inferno

Vaticano corrige Papa Francisco: ateus ainda vão para o inferno

Após o papa Francisco dizer ao mundo que mesmo os ateus podem ir para o céu, o Vaticano divulgou um comunicado: ateus ainda vão para o inferno.
papa francisco ateus
Papa Francisco havia dito que mesmo os ateus podem se salvar, desde que realizem boas ações (Foto: AFP)
O Vaticano emitiu esta semana “nota explicativa sobre significado de ‘salvação”, após a mídia noticiar que o papa Francisco “prometeu o céu a todos engajados em boas ações”, incluindo os ateus.
Em resposta às matérias publicadas em sites e jornais, o Rev. Thomas Rosica, porta-voz do Vaticano, disse que pessoas que conhecem a Igreja Católica “não podem ser salvas” se “recusarem-se a entrar nela ou fazer parte dela”.
(Ou seja: ateus ainda estão indo para inferno se não aceitarem Jesus Cristo como Senhor e Salvador.)
O porta-voz também disse que o papa Francisco não tinha “intenção de provocar um debate teológico sobre a natureza da salvação” na sua homilia na última quarta-feira.
A confusão teológica começou após o líder de 1,2 bilhão de católicos romanos no mundo declarar em sua mensagem que ateus iriam desfrutar da salvação se fossem boas pessoas. O papa Francisco disse:
    “O Senhor redimiu a nós todos, a todos, pelo sangue de Cristo: todos nós, não apenas católicos. Todos! “Padre… os ateus também? Mesmo os ateus?” Todos!”
“Fomos criados filhos à semelhança de Deus e o sangue de Cristo redimiu a nós todos! E todos temos o dever de fazer o bem. E esse mandamento para todos fazermos bem, penso ser um belo caminho para a paz. Se nós, cada um fazendo a sua parte, fizermos o bem uns aos outros, se nos encontrarmos lá, fazendo o bem, então iremos gradualmente criando uma cultura de encontro. Devemos nos encontrar na prática do bem. “Mas eu sou ateu, padre. Eu não creio…” “Faça o bem e nos encontraremos lá.”
Por Examiner. Tradução: Walter Cruz

Anotações palestra Pr. Abe Huber em 07/02/2000

Anotações de Ivo Gomes do Prado da palestra feita pelo Pr. Abraham (Abe) Huber no Encontro de Pastores da Região, promovida pela Igreja Evangélica Holiness de Pompéia, em 07/02/2000.

Resumo dos dados da Igreja da Paz em Santarém – Pará

  Pastor titular Pr.Abraham (Abe) Huber, formado em Teologia com especialização em Psicologia.
  Total de membros da Igreja sede em 31/12/99 – cerca de 5.000 discípulos.
  O número de células na sede em janeiro/2000:- 675 células em lares (igrejas caseiras) + milhares de microcélulas de evangelismo/discipulado + células de preparação de líderes, perfazendo cerca de 5.000 células.
  Igrejas filhas implantadas e funcionando em células na cidade de Santarém (21) e outras na região da cidade totalizando 150 igrejas, além de diversas Igrejas missionárias nas regiões Norte e Nordeste.
  Cultos de celebração realizados aos domingos: Quatro.
  Trabalho ribeirinho:- 70 barcos, diversos poços artesianos e atendimento à população ribeirinha na bacia amazônica. É considerado o maior trabalho social/evangélico do Brasil.
  A Igreja conta com centenas de trabalhos nas regiões ribeirinhas e no planalto através da Missão Paz.
  O alvo para a Igreja Sede para o final do ano 2000:- 2.000 células nos lares que multiplicadas pelo número médio de 10 pessoas totalizará 20.000 pessoas.
  Tem programas na Rede TV, e em emissoras de rádio.
  Como ele mesmo diz: “Isso só é o começo do que o Senhor tem para nós".

Breve histórico:- O Pr. Abe iniciou há alguns anos a Igreja em Santarém, com alguns poucos membros. Conta que em uma das reuniões havia apenas duas pessoas, sendo uma sua irmã. Embora o auditório estivesse vazio, com os olhos da fé via a Igreja cheia, pregava como se estivesse falando a uma grande multidão. Nesses tempos de igreja vazia saia para clamar e chorar na presença do Senhor. O Espírito Santo mandou-o perseverar. Seguindo o conselho de seu irmão, também pastor, saía para fazer visitas. Visitava todos os membros semanalmente e também os novos decididos.
   Deu início a núcleos de estudo bíblico, mas não funcionou. Iniciou grupos familiares, o que também não deu muitos resultados. No ano de 1994, iniciou a grande mudança, apesar de só ter 17 células sadias, para a Igreja que vimos os dados recentes acima.
Conta o Pr. Abe que há diversas outras igrejas em células em Santarém, todas com grande crescimento.

Alvos em curto prazo:-
·         No ano 2.000 a visão é mais do que 20.000.
·         Construção de um prédio que abrigue mais do que 8.000 pessoas sentadas, cujo terreno e projeto já possuem.

Outras informações:-
As células familiares contam com o número de sete ou oito a doze pessoas, no entanto, devido ao rápido crescimento, contam com médias maiores. As células são um meio de conversão em massa.
Batismo – As pessoas são batizadas durante ou após o discipulado um a um. São realizados mensalmente nos distritos. Atualmente há 18 distritos.

Frases:-
“Deus quer mudar nossa mentalidade”.
“Há alegria em grandes eventos de colheita”.
“É crime fazer nenê espiritual e dele não se cuidar”.
“Grande desafio:- Como alcançar grandes multidões para Cristo e cuidar de cada pessoa”.

   Uma das Igrejas que aprenderam com a Igreja da Paz em Santarém é a Igreja Batista Shalom em Curitiba. Essa Igreja conta atualmente com 1.200 membros. Após experimentar diversos modelos, optou pelo MDA.
   Também algumas Igrejas dos Estados Unidos têm adotado esse modelo após terem experimentado outros que com o passar do tempo, apresentam problemas.

Introdução

“... não se pode colocar vinho nove em odres velhos” (Mat. 9.17).
Como entender essa palavra de Jesus? Sabemos que o produto do esmagamento das uvas (vinho novo ou mosto) era colocado em odres, recipiente tipo bolsas, confeccionados com peles de animais e totalmente vedados. No processo de fermentação, o mosto aumenta de volume, o odre acompanha a dilatação suportando o processo de fermentação sem romper-se. Esses odres, no entanto, não poderiam ser reutilizados sob pena de rompendo perder-se todo o vinho novo nele contido. As velhas estruturas do judaísmo (sacerdotes – clero -, cerimoniais, templos, sacrifícios, tradições, costumes, etc.), chamadas de odres velhos, não poderiam conter o vinho novo do cristianismo, sob pena de romper-se, perdendo-se o mais importante que era o vinho novo do evangelho.

Odres falam de estruturas, as estruturas velhas não agüentavam, se rompiam e o vinho se perdia. Em virtude da Igreja a partir do século III, ter –se voltado aos odres velhos, passando pelas diversas reformas e dessa forma ter chegado até nossos dias. Quanto vinho novo foi desperdiçado, foi jogado fora e perdido. Multidões se “convertem” e se perdem.
“A porta dos fundos é maior que a porta da frente”. É um crime uma mãe não cuidar de seu filho recém-nascido, mas assim acontece com as igrejas, infelizmente. O que fazer? No modelo de células pode-se cuidar de milhares de nenês saudáveis.

A visão

Habacuque 2.2 – “Então o Senhor me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna-se bem legível sobre tábuas, para que a possa ler quem passa correndo”.

Captar a visão de Deus.
Deus vai dar a visão específica para a Igreja local. Os princípios bíblicos devem ser aplicados, os métodos existentes, nem sempre. A metodologia o Espírito Santo vai nos dar. Ela vem de Deus.

Contagiar as pessoas.
Quando a visão vem, temos que contagiar as pessoas por ela, “até para quem passa correndo”. Nós não possuímos a visão, ela nos possui. A visão não tem que ser pelo método e sim pela unção do Espírito. Hoje há muita tecnocracia e esta não deve sobrepor o que vem de Deus. Devemos ter o vinho novo e o odre novo, porém o mais importante é o vinho e não os odres. Junto com o vinho novo, naturalmente os odres novos virão.

Renovação da mente

»ROMANOS 12 -2 “E não vos conformeis a este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus”.–. Em todas áreas, inclusive a ministerial. Apresentamos abaixo cinco áreas de mudança de mentalidade:-

   I.      Qualidade Versus Quantidade
Primeiramente leia:- I Timóteo 2.4, II Pedro 3.9 e Atos 2.41. Sofismas diabólicos muito utilizados por alguns irmãos:- “Se você quiser ter qualidade, não pode ter quantidade”. “A igreja não deve ser muito grande, pois todos precisam se conhecer”.– A verdadeira qualidade gera quantidade; uma ovelha sadia sempre dá cria e produz leite, um cafezal de qualidade sempre produzirá muitas sementes de café; um bom vendedor sempre venderá bastante. As pequenas igrejas que não crescem, na verdade não têm qualidade e nem quantidade. Ambos se completam, um não existe sem o outro.
Devemos compreender o coração de Deus.
Vejamos o que diz em I Timóteo 2.4:- “O qual (Deus) quer que todos os homens sejam salvos, e cheguem ao conhecimento da verdade”. O texto diz alguns poucos? Não, diz todos à TODOS. Esta é a vontade de Deus e esta é a nossa missão. Qualquer ser humano que vá para o inferno o será contra a vontade de Deus.
A grande comissão nos manda (imperativo):- “ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até a consumação do século”.– Mat. 28. 19-20. Jesus mandou fazer só alguns discípulos? Não, deveriam fazer discípulos de todas as nações, até o final dos tempos. Fazer discípulos é mais, muito mais, que batizar, é também ensinar, treinar e enviá-los a fazerem novos discípulos. O discípulo é igual ao Mestre, reproduz-se em outros discípulos iguais a ele e que por conseqüência, serão também iguais ao Mestre. Esta é a vontade do Senhor. A vontade do Senhor deve ser a nossa vontade.
II Pedro 3.9:- “O Senhor não demora em cumprir a sua promessa, como julgam alguns. Pelo contrário, ele é paciente por causa de vocês não querendo que ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento” (NVI). O querer do Senhor é que ninguém pereça. Essa é a razão de Jesus Cristo ainda não ter voltado .
  Devemos ter em mente que as profecias negativas sobre a Igreja já se cumpriram, falta apenas o cumprimento das profecias positivas. (Aleluia!). Estamos diante do maior avivamento da história. Hoje há mais pessoas vivas do que a soma de todas as pessoas que já morreram até hoje.Nossa visão particular deve ser:
 à dezenas à centenas à milhares à milhões à bilhões
  Romanos 16.20a:- “Em breve o Deus da paz esmagará a Satanás debaixo dos pés de vocês” (NVI). O que o Deus da paz, não só o da “Igreja da Paz” mas também de todos nós, fará com Satanás? Debaixo dos pés de quem o “inimigo” será esmagado? O verso diz que será esmagado debaixo dos meus, dos seus, dos nossos pés. (Glória a Deus, Aleluia!)
  Em Atos 2.41, primeiro dia de existência da Igreja, temos o acréscimo de cerca de três mil (3.000) pessoas. Deus fez questão de registrar NÚMEROS, números são importantes para Deus, tão importantes que há um livro chamado “Números” na Bíblia. Para o Senhor cada número significa uma pessoa que vai para o céu. E para nós?
  Leia agora Atos 4.4, 5.14, 6.1. Esses versos falam sobre o quê? Sobre o crescimento do número de discípulos, no 6.1 vemos que crescimento traz problemas, mas o Espírito Santo os soluciona. Nenês dão problemas até crescerem. A falta de crescimento traz problemas maiores, esses o Espírito não resolve.
  Leia ainda Atos 9.31. A igreja crescia em muitas cidades e lugares gozando paz, tinha qualidade. Crescia e se multiplicava em números, também tinha quantidade. A qualidade da Igreja nos primeiros séculos proporcionou quantidade.

II.      Visão Global de Deus

“Venha o teu Reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu” (Mat. 6.10).
“O mundo todo seja cheio do conhecimento da glória de Deus, como as águas cobrem o mar (Hab. 2.14).
  O que deve ser buscado em primeiro lugar em nossas vidas? O Reino de Deus e a sua justiça conforme Mat. 6.33.
  O propósito original de Deus a Adão:- Crescei, multiplicai e enchei a terra (Gen. 1.28a).
  O propósito de Deus a nós:- Fazer discípulos de todas as nações.

-Quem procura a Igreja, encontra a Igreja local e no meio desta JESUS. (Apocalipse 1.13)
-Muitas vezes o nosso maior inimigo não é o diabo, mas sim as coisas boas que competem com as melhores.
-Tudo deve ser feito dentro do contexto da célula:- O discipulado deve ser feito dentro do contexto da célula
                    Discipulado    -à      na célula.

                                               líder

                             auxiliares
 


                                             discipulado
-Todos precisam ser discipulados à TODOS
- É a santidade que gera a multiplicação.
- I João 1.9 – somos perdoados quando confessamos os nossos pecados a Deus.
- Tiago 5.16 – somos curados, sarados quando confessamos os nossos pecados aos outros, aos irmãos.
- Deus nos usa em nossa vida de santidade e através dela gera fruto permanente.
- Devemos ser curados dos problemas.
- Tudo o que compete com as células deve ser tirado.

Atualmente há pelo menos oito modelos bons de igreja em células. Não devemos ser clones de ninguém. Devemos estudar todos e orar para que Deus gere em nós o modelo para a igreja local.
O modelo usado pela Igreja da Paz em Santarém é o M D A – Método de Discipulado Apostólico (discipulado um a um).

Líderes: Foi comprovada a percentagem abaixo na formação de líderes:-
          0% - Só ir à Igreja e assistir o culto não forma ninguém.
        10% - Líderes que foram formados em pequenos grupos.
        90% - Líderes que foram formados um a um.

  “Todo evangélico foi chamado para ser líder”. (César Castellanos)
  Deus quer que todo cristão faça discípulos.
  Se todo evangélico é chamado para ser líder, quando alguém se converte deve haver um discipulador.
        MDA3 – Mínimo de três pessoas a discipular. Cada discípulo deve sempre estar discipulando mais três pessoas.

Renovação da mente

Certas verdades

Atividades “bonitas”

-Estão trazendo crescimento?
-Certas coisas inegociáveis – PRIORIDADES:-
-          1. Culto de celebração (reunião pública apenas uma durante a semana, embora haja outras que não são prioridade).
-          2. Célula – ponte de integração para a igreja local.
o   Reunião de oração oficial é feita na célula.
o   Um dia na semana é separado só para as células nos lares (quarta-feira), nenhum programa, trabalho, ensaio, etc. é marcado para esse dia.
o   Dias de células:-
§  Quarta à noite para quem não estuda ou trabalha à noite.
§  Sábado à tarde para esses, ou outro dia. Há possíveis exceções.
3. Discipulado Um a Um.
a.       Investir em discípulos requer investir em si próprio – “Independência é morte”.    - Casal com casal à homem com homem e mulher com mulher.
- O discipulador deve reproduzir-se no discípulo, isso requer santidade.
- O ouvido em ministrações é confidencial.
- O discipulador deve ter cobertura e ser ministrado.
- Devemos andar em vitória, respirando santidade e nos reproduzindo em frutos vivos.
“Pastor é o maior herói que existe no planeta”.
b.      Supervisão cerrada, na teoria e na prática.
- O novo convertido recebe visita após 24 horas e o discipulado se inicia em 72 horas.
- Quarta à noite nenhum obreiro (pastores) deve ficar em casa.
- Mesmo os pastores (de área, distrito, presidente) devem prestar contas aos seus líderes. Os pastores devem pertencer a uma célula caseira, onde são participantes, onde são pastoreados.
- Os pastores devem realizar visitas de rotinas às células sob sua supervisão. Numa quarta-feira pode-se visitar várias células, ficando alguns minutos em cada uma. Nesses momentos devem estimular os presentes e os líderes, dando-lhes apoio, abençoando-os como uma oração.
c.       Estímulo e ensino público.
Deve haver estímulo nas reuniões de liderança (de supervisores com líderes e auxiliares, de pastores de área com supervisores, de pastores de distrito com pastores de área e do pastor presidente com os pastores de distrito), e também ensino público nos cultos de celebração.
d.      Liderar é influenciar.
e.       Priorize a agenda pessoal e a da Igreja.
 - cultos de celebração.
- célula
- discipulado um a um
f.       Visão + Visão = Divisão
- Quando duas pessoas têm visões diferentes, fatalmente haverá uma divisão, conforme Gêneses 11.6.
g.      Análise feita friamente para implantar e praticar
- Ver a direção a trabalhar.

III.      A Forma de Fazer Ministério

1.      Como ter mais pessoas compromissadas com Jesus e com a Igreja local. Ambos compromissos andam juntos, o contrário é engano. Quem não tem um compromisso sério com Jesus não pode ter compromisso com a Igreja local, e quem não tem um compromisso sério com a Igreja local não consegue se comprometer com Jesus Cristo.
2.      Como apascentar realmente cada pessoas para Cristo. Em Efésios 4. 11 e 12 nós temos: Apóstolos – Profetas – Evangelistas – Pastores e Mestres – Estão na Igreja para equipar, aperfeiçoar, preparar, instruir os santos para o desempenho de seus ministérios.
-O pastor como ovelha, gera ovelhas.
-O pastor como pastor, vela pela alma das ovelhas.
-Num rebanho quem gera as ovelhas? São as próprias ovelhas que geram, quem amamentam e quem cuidam. E na Igreja? Deve ser do mesmo modo: quem gera cuida, alimenta, apascenta, dá o crescimento. (Efésios 4.15 e 16)
3.      Método da grande congregação e do pequeno grupo
- Todos as pessoas necessitam participar de um grupo grande e também de um grupo pequeno, inclusive a própria ciência já comprovou isso.
Examinando a Igreja no livro de Atos dos Apóstolos, vemos esse sistema de organização. Participavam dos pequenos grupos nas igrejas caseiras e do grande grupo no templo judeu, em encontros, em concentrações.
Satanás usou a estratégia de isolar os crentes, fazendo-os participar somente das grandes reuniões. Isso se deu após a “reforma” do imperador romano Constantino no terceiro século. Ao mesmo tempo, imitando as coisas de Deus, criou também os pequenos grupos, exemplo: “terreiros” onde uma pessoa aprende com um “pai-de-santo” abrindo o seu próprio “terreiro”. Vamos transforma-los em “terreiros de Deus”.
A célula é O programa da Igreja, é O ministério da Igreja.
O pastor titular deve estar envolvido até o pescoço com células. Envolvimento total.
O pastor Abe aconselha se iniciar com uma célula protótipo na casa do pastor titular.
Não permita que outro ministério, por “mais importante” que seja, venha competir com as células.
4.      Para exercer quaisquer atividades na Igreja é necessário que as pessoas estejam totalmente compromissadas com as células.Por exemplo: Os líderes de ministérios devem ser no mínimo líderes de células.
5.      Use o púlpito constantemente para passar a visão.

- ISSO É SÓ O COMEÇO -

        Como começar
Igreja de programas
-          Não se precipite.
-          Comece liderando a primeira célula protótipo, fazendo-a produtiva. Se você não começar liderando uma célula, certamente no futuro não saberá resolver as questões que surgirem.
Passos a seguir:-
a)                 Participar de uma Igreja em Células de sucesso, indo às células como ouvinte. Entreviste, pergunte, pesquise com os participantes, líderes, supervisores e pastores. O pastor Abe colocou a Igreja da Paz à disposição de todos para uma semana no mover do Espírito em Santarém.
b)                 Selecionar 4 casais passando-lhes a visão.
c)                 Iniciar a célula-protótipo, convidando pessoas não alcançadas.
d)                Multiplicação – Quando o número de participantes justificar, forme duas células com novos líderes e com você supervisionando. Vá multiplicando.
e)                 Escolha supervisores que multiplicaram células.
f)                  Você pode optar pelos encontros de fim de semana (tipo M-12). É opcional.

IV.      Pensar Grande de Verdade

-          Nossa Igreja deve ter pelo menos 10% da população local, para começar - 1o alvo, e isso é só o começo –
-           Em Almalonga na Guatemala, 80% da população é evangélica.
-          Deus levou Abraão a sonhar à gerou a Isaque pela fé quando teve sonhos e visões.Veja em Gênesis 13.16 e 15.5 – De dia Abraão olhava para a areia (não podia ver as estrelas), de noite olhava para o céu vendo as estrelas (não podia ver a areia). Sonhava e tinha visões durante os dias e também durante as noites. O pastor Abe disse para sermos como ele (Abrahão é o seu verdadeiro nome), vamos assumirmos o nome Abraão. Sejamos sonhadores, visualizemos Gênesis 15.6.
-          Isso é pensamento bíblico (não é “pensamento positivo”).
   Faça as contas: Temos 10 células sadias que se multiplicam 2 vezes ao ano, no final de 03 anos teremos:- __________ células.  Faça as contas no espaço abaixo:-

V.      Funções da Célula

A. Funções básicas:

1.      Evangelismo e integração – Fator Barnabé –
A célula é a ponte de integração na vida da Igreja local.
É mais importante integrar do que “converter”
 – essa afirmação pode até parecer uma heresia, mas não é. Muitos dos que vão à “frente”, não se convertem realmente.
 - Integrar é fazer uma pessoa gostar da Igreja, isso faz com que ela se converta realmente.
 - Na célula ela é integrada, convertida, pastoreada, treinada; crescendo e levando a célula à multiplicação. - Há crescimento verdadeiro.
2.      Pastoreamento e discipulado.
3.      Comunhão.
4.      Treinamento de líderes.
5.      Crescimento e multiplicação.
B.     De acordo com João 17:- Doze atitudes de um líder cristão:-
1. Verso 4 – Glorificar o nome do Senhor
- cuidar
2. Verso 6 – Manifestar o nome do Senhor Jesus.
- o poder do nome de Deus
3. Verso 6b – Zelo pelas ovelhas do Senhor.
4. Versos 7 e 8 – Tudo o que temos vem do Senhor.
- o segredo é a oração, o resto vem a reboque.
5. Verso 9 – Cuidar bem das ovelhas que o Senhor nos dá.
6. Verso 12 – Protege, guarda e não perde.
- As profecias sobre a perdição de Judas já se cumpriram nele, não há profecias sobre perdição de discípulos a se cumprir. Converter aqui, pelo amor, pela visão, pela fé. Aqui ficarão, pois o Pai nos deu. Cuidar dos feridos, trazendo-os de volta à Igreja. Declarar palavras de fé.
7. Verso 15 – Ame as ovelhas. Não fale mal delas, pois saberão, o Senhor saberá. Dê sua vida por elas. Dê-lhes vida abundante.
8. Verso 17 – O segredo da santificação é a Palavra vivida. Passe isso.
9. Verso 18 – Paixão pelas almas. Transmitir às ovelhas. Correr riscos.
10. Verso 19 – Só podemos reproduzir o que somos. Sejamos santos para transmitir santidade. Só damos o que temos.
11. Verso 20 - Espírito de Fé, inclusive na oração. Orar pelas ovelhas que serão alcançadas, ganhas. Com a fé tudo é possível.
Vamos declarar que em nossas cidades haverá líderes que irão abalar esta nação.
Declaramos que em ________________, haverá líderes que irão abalar esta nação.
12. Dar a vida pelas ovelhas.
            I Tessalonicenses 2. 5 a 9a.
            II Coríntios 4. 8 a 12.

  Esperamos que as mesmas ricas bênçãos recebidas por nós durante a palestra do Pr. Abe, também sejam recebidas pelos amados. (mensagem enviada p/mais de duzentas pessoas pela Internet)
  Ivo Gomes do Prado e equipe liderada pelo Pr. Valdecir Lenço – Primeira Igreja Batista em Assis (SP).

Lembrem-se: “Isso é só o começo do que o Senhor tem para fazer em nossas vidas”. (Pr. Abe)

Sugestões de Quebra-gelo para grupos pequenos

Tipo: Quebra-gelo e Dinâmicas / Autor: Equipe Redatora Atos Dois

Algo sobre minha família que ajudará a me compreender.
2. Se pudesse visitar algum lugar, aonde iria? Por quê?
3. Quem é seu personagem bíblico favorito? Por quê?
4. O que você mais gosta em seus pais? E o que menos gosta?
5. Qual é a decisão mais difícil de sua vida?
6. Descreva um evento que teve grande impacto em sua vida.
7. Na sua opinião, quem você conhece que mais se parece com Cristo?
8. O que significa ser um líder? O que significa ser um seguidor?
9. O que significa ser um cristão?
10. Se você tivesse que se descrever com uma cor, qual seria?
11. Descreva os membros do grupo com uma cor.
12. Que sons descrevem sua vida?
13. Pelo que você gostaria ser lembrado?
14. O que você teria gostado mais no jardim do Éden?
15. Qual o livro mais interessante que leu recentemente?
16. Se você pudesse atuar em um filme, que personagem gostaria de ser?
17. Se você pudesse fazer uma lei, qual seria?
18 Como é seu dia antes de se reunir com o grupo?
19. Fale sobre um versículo que lhe infunde ânimo.
20. Qual o seu livro favorito da Bíblia?
21. Se você pudesse passar um dia com um personagem bíblico, além de Jesus, a quem escolheria?
22. Dê sua resposta à seguinte pergunta: Como sabe que a Bíblia é a Palavra de Deus?
23. Qual a coisa mais difícil de aceitar na Bíblia?
24. Como a Bíblia afeta sua vida diária?
25. Se você pudesse ser um membro de sua família por um ano, qual seria?
26. Se alguém lhe oferecesse R$1.500,00 para não tomar banho, pentear-se, escovar os dentes ou mudar roupas por um mês, (sem que ninguém ficasse sabendo), você aceitaria?
27. Se você pudesse inventar a cura para a doença de alguém, mas tivesse que suportá-lo pelo resto da vida, inventaria?
28. Se Deus viesse dar-lhe conselhos face a face, o que você Lhe diria?
29. Se pudesse passar 24 horas com alguém no mundo, com quem seria? O que fariam juntos?
30. Se tivesse a oportunidade de visitar qualquer lugar do mundo, mas tivesse que fazê-lo sem visão, audição ou paladar, aonde iria e quais destes 3 sentidos você desejaria ter?
31. Se pudesse acabar com todas as guerras, matando apenas uma pessoa, você faria isso?
32. Se você ganhasse uma bolsa para o curso de sua predileção, mas descobrisse que alguém misturou os documentos e a bolsa passou a pertencer a outra pessoa, o que você faria?
33. Se alguém marcasse uma consulta para você com algum desconhecido, você iria?
34. Se você pudesse receber 30 elogios por dia, mas de pessoas pagas para elogiá-lo, você aceitaria os elogios?
35. Se você pudesse comprar um detector de mentiras de bolso que disparasse cada vez que alguém mentisse, você compraria e o usaria?
36. Se você fosse castigado com um choque elétrico cada vez que fizesse referência à sua fé, a Deus ou ao Espírito Santo, continuaria testemunhando?
37. Se pudesse criar um grupo íntimo de 12 pessoas para apoiar e partilhar sua fé, mas ninguém mais pudesse ser acrescentado ao grupo, você deixaria alguém de fora?
38. Se você pudesse ser um líder de influência em sua escola (líder de uma corporação, atleta, presidente do diretório estudantil), mas que tivesse que romper com seu melhor amigo, você o faria?
39. Se você pudesse ser um atleta em qualquer esporte, mas não recebesse nenhum dinheiro ou fama, ainda desejaria essa habilidade?
40. Se todos os cristãos fossem tatuados, seria mais importante para você usar tatuagem para ver quem é ou não cristão?
41. Se soubesse que todas as Bíblias seriam destruídas daqui a um mês, o que faria?
42. Se você pudesse ser lançado 2.000 anos para o futuro ou 2.000 anos para o passado, qual escolheria?
43. Se tivesse a máquina do passado, a que tempo do passado regressaria?
44. Quais foram as histórias preferidas de sua infância?
45. Se o dinheiro não fosse o problema, onde gostaria de passar suas férias?

Sugestões de Quebra-gelo 2

1- Quando foi que Deus se tornou mais do que uma palavra?
2- Qual foi o momento que você sentiu muito medo?
3- Qual a sua expectativa para este encontro?
4- O que você gostaria de inventar que ainda não foi inventado?
5- Quem famoso você gostaria de conhecer, porque?
6- Aonde você gostaria de morar. Porque?
7- Você lembra alguma coisa que você fazia, quando era criança, que ninguém suportava.
8- Qual foi o filme que você mais assistiu em sua vida?
9- Qual é a sua comida favorita?
10-O que você faria se soubesse que teria só mais um ano de vida?
11-Decorem juntos Tg.4:7 e I Jo.4:4 e peça para cada um recitar.
12-Compartilhe um livramento do Senhor na sua vida.
13-Qual era o seu brinquedo ou brincadeira preferido quando criança?
14-Qual era o seu desenho preferido quando criança?
15-Pensar no Abc. a brincadeira inicia-se , nomeando um a um seguindo o circulo.
16-Compartilhe uma cura divina na sua vida ou família.
17-Retire um objeto da sala e peça para alguém advinhar o que retirou.
18-Como foi seu dia antes de se reunir com o grupo?
19-Brinque de telefone sem fio - invente uma frase.
20-Qual foi a coisa mais importante que aconteceu com você esta semana?
21-Qual parte de sua personalidade Deus está trabalhando atualmente?
22-Distribua papeis com nomes de animais, cada um deve imitar para os outros adivinhar.
23-O que você faria com 1 milhão de dolares?
24-Qual foi o sonho mais estranho e maluco que você já teve?
25-Brinque de mímica.
26-Qual o nome de animal mais engraçado que você já teve ou ouviu?
27-Qual foi o fato mais ridículo que te aconteceu?
28-Como você se imagina daqui a 10 anos?
29-Faça a brincadeira de não poder responder sim, não, talvez, nunca e sempre.
30-Brinque de adivinhar o desenho.
31-Qual foi a viagem mais gostosa que você já fez?
32-Brinque de história maluca - tire objetos para pessoa montar uma história.
33-Brinque de laranja no pé - passe a laranja pé por pé sem deixar cair.
34-Conte sua primeira visita a célula ou a igreja.
35-Qual foi o trabalho mais recompensador que você já fez?
36-Se você pudesse ir a qualquer lugar no mundo, para onde iria?
37-Quantas vezes você mudou de casa e cidade? E qual você gostou mais?

De http://www.comunidadeshekinah.com.br/quebragelo.html

DICAS PARA O QUEBRA-GELO

1. Como foi o seu dia hoje?

2. Você teve dificuldades para chegar aqui?

3. Você é a favor de se ter em casa animais domésticos? Qual você mais gosta? Que animal você tem?

4. Você gosta de música? Que tipo ?

5. Você costuma ouvir rádio? Qual a rádio que você mais ouve?

6. Que tipo de filme você mais gosta?

7. Se dinheiro não fosse problema, onde você gostaria de passar as suas férias?

8. Se você pudesse viajar para o exterior, qual seria o lugar da sua preferência?

9. Você já teve que tomar alguma decisão difícil na vida? Qual foi?

10. Você gosta de aventuras?

11. Descreva um fato que teve grande impacto na sua vida.

12. Você gosta de ler? Qual o livro que leu recentemente?

13. Você acha que o elogio cobrado tem algum valor?

14. Se você pudesse comprar e ter no bolso um detector de mentiras que disparasse toda vez que alguém mentisse, você compraria?

15. O que é capaz de tirar do sério?

16. Você estuda? Qual a matéria que você menos gosta?

17. O que você acha da pessoa usar tatutagem?

18. Se você pudesse mudar alguma cousa na sua vida, o que seria?

19. Você é a favor da pessoa fazer plástica por motivos meramente estéticos?

20. Se você pudesse entrar no túnel do tempo e voltar ao passado você entraria? Retrocederia para que tempo?

21. Qual a história infantil da sua preferência?

22. Você valoriza uma boa amizade?

23. Que tipo de comida você mais gosta?

24. Se você visitasse um país como india ou china, você teria coragem de comer os pratos ezóticos que eles comem (grilo, tanajura, cobra, etc. )?

25. Você dormiu bem de ontem para hoje? Você gosta de dormir até mais tarde, ou é daqueles que gostam de levantar cedo?

www.atosdois.com.br

segunda-feira, 27 de maio de 2013

O ARREBATAMENTO DOS FIEIS - Uma palavra aos crentes

"Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor." - 1 Tessalonicenses 4:16-17

O dia que muitos esperam, o do arrebatamento, se aproxima, mas o Senhor tem uma mensagem para a os membros das igrejas de hoje:

- Apenas os fieis que têm compromisso real com o Senhor participarão. E compromisso real não significa a participação do ativismo no qual a grande maioria dos "cristãos" está envolvida atualmente. Ativismo cristão não é significado de fidelidade ao Senhor. 

- Muitos crentes, entre os quais me incluo, estamos apenas brincando de crentes, de salvos, mas na realidade não estamos vivendo uma vida digna de um verdadeiro cristão fiel a Deus.

- O Senhor nos conhece pelos frutos que apresentamos, e frutos se resume ao nosso amor aos não alcançados pelo evangelho de Cristo Jesus como Senhor. Enquanto o mundo caminha para o abismo, nós estamos participando das festas de um clube chamado de "Igreja denominacional", sem nos preocuparmos realmente com os não salvos.

- Nossa liderança, e nós também, não está atentando para a visão de colocar a Igreja na busca daqueles que hão de se salvar, continuando os mesmismos de sempre dentro de quatro paredes, como se essa fosse realmente a vontade do Senhor. 

- O tempo urge, o tempo de liberdade de atuação da Igreja está se findando. Em breve a Igreja voltará a se reunir unicamente nos lares e em outros lugares, muitas vezes às escondidas. E as igrejas que não têm se importado com isso deixarão de existir como denominação em breve. Nós aqui do ocidente em nada somos melhores que nossos irmãos da igreja perseguida desde os seus inícios até os nossos dias. Portanto, ao contrário do que muitos possam pensar, esse será um tempo de bênçãos para os fieis. A peneira será passada sobrando apenas os verdadeiros crentes. 

- É tempo de salvação, de redenção, mas também é o tempo dos "Joãos Batistas" a denunciar as falsas e interesseiras lideranças que não têm pastoreado o rebanho do Senhor de acordo com o que foram comissionadas.

- Amados, vamos nos voltar verdadeiramente para o Senhor a fim de que não sejamos achados como cristãos néscios que não importaram com o a obra do Mestre.

- Passo para os amados aquilo que o Senhor me incumbiu nesta noite. Apenas isso. Sei que a mensagem foi primeiramente para mim. Mas não posso de forma alguma deixar de passá-la para os amados, pois assim o Senhor ordenou.

Ivo Gomes do Prado.

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Cristã eritreia revela como é participar de uma igreja subterrânea




"Como você sabe, as nossas igrejas estão fechadas", diz ela (na Eritreia, todas as igrejas evangélicas estão fechadas desde uma lei em 2002. Mais de 2.800 cristãos estão na prisão, e seus familiares não têm notícias deles há meses e anos. 
"Assim, somos obrigados a nos reunir no subsolo das casas. Alguns irmãos cedem seus lares voluntariamente para que possamos adorar a Deus. Nós prestamos culto ao Senhor em quartos e cozinhas abaixo do chão. O que sinto falta de quando éramos livres para exercer nossa fé em Cristo publicamente, é de poder cantar com alegria, em voz alta. Agora, só podemos sussurrar. Imagine o quão difícil é para nós! Queremos expressar nossa felicidade no Senhor, mas não podemos. Mesmo assim, ele ouve o nosso sussurro, ele está sempre conosco”, afirma Misgana.

Ela continua: “Nossos olhos estão fixos em Jesus, nada mais. Ore pelos cristãos na Eritreia, para que possamos adorar a Deus livremente algum dia, de alguma forma. Nós queremos dar glórias a ele em nossa cidade, nos reunir e nos alegrarmos nele. Essa é a minha oração. Ajude-me através da sua intercessão”.

Ser membro de uma igreja subterrânea ou participar de uma reunião cristã na Eritreia é um crime grave. Todos os dias, cristãos eritreus arriscam suas vidas, sob pena de serem presos, unicamente para dizer a Jesus o quanto eles o amam.
FontePortas Abertas Internacional
TraduçãoAna Luíza Vastag

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Realmente descia um anjo no tanque de Betesda?


Vamos nesta oportunidade meditar na Palavra de Deus no Evangelho de João 5.1-15 que diz:

1- Depois disso havia uma festa dos judeus; e Jesus subiu a Jerusalém.

2) Ora, em Jerusalém, próximo à porta das ovelhas, há um tanque, chamado em hebraico Betesda, o qual tem cinco alpendres.

3) Nestes jazia grande multidão de enfermos, cegos, mancos e ressicados [esperando o movimento da água.]

4) [Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque, e agitava a água; então o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse.]

5) Achava-se ali um homem que, havia trinta e oito anos, estava enfermo.

6) Jesus, vendo-o deitado e sabendo que estava assim havia muito tempo, perguntou-lhe: Queres ficar são?

7) Respondeu-lhe o enfermo: Senhor, não tenho ninguém que, ao ser agitada a água, me ponha no tanque; assim, enquanto eu vou, desce outro antes de mim.

 Disse-lhe Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda.

9) Imediatamente o homem ficou são; e, tomando o seu leito, começou a andar. Ora, aquele dia era sábado.

10) Pelo que disseram os judeus ao que fora curado: Hoje é sábado, e não te é lícito carregar o leito.

11) Ele, porém, lhes respondeu: Aquele que me curou, esse mesmo me disse: Toma o teu leito e anda.

12) Perguntaram-lhe, pois: Quem é o homem que te disse: Toma o teu leito e anda?

13) Mas o que fora curado não sabia quem era; porque Jesus se retirara, por haver muita gente naquele lugar.

14) Depois Jesus o encontrou no templo, e disse-lhe: Olha, já estás curado; não peques mais, para que não te suceda coisa pior.

15) Retirou-se, então, o homem, e contou aos judeus que era Jesus quem o curara.

A cidade de Jerusalém sempre foi muito importante por ser considerada à cidade sagrada. Por judeus, cristãos e muçulmanos.

Nessa cidade havia uma fonte de água que ficava próximo da “porta das ovelhas”, ou seja, próximo a um mercado de animais. Talvez por essa cidade, ser reconhecida como sagrada, e, portanto, mística.Nasceu a história de que essa fonte possuía águas miraculosas. Dizia-se que um anjo vinha do céu uma vez por ano, agitava as águas e o primeiro doente que mergulhasse, seria curado.Muitas pessoas se aglomeravam aguardando um milagre. Na verdade uma multidão de pessoas inválidas: cegos mancos e paralíticos.Foi construído nessa fonte um pavilhão para abrigar tanta gente, este possuía um alpendre com cinco pavimentos. O lugar foi denominado, ironicamente, de Betesda – que em hebraico significa “casa de misericórdia”.

“Conta-se que muitas famílias, para se verem livres dos doentes, os abandonavam nos alpendres do tanque de Betesda. Os ricos compravam escravos para os ajudarem a entrar nas águas.Alguns alugavam as bordas mais próximas, que possibilitavam melhor acesso. Todos queriam o seu milagre e, lógico, os mais abastados, sagazes e famosos, se sentiam perto da graça”.É óbvio que se os mais abastados ficavam nos lugares de melhor acesso para entrar na água, os pobres e miseráveis ficavam sempre no fundo do pavilhão, sempre por último.Eu sei que é difícil, mas imaginemos a situação: Um lugar que se acreditava que um anjo descia uma vez por ano, mas ninguém sabia a data exata.De repente alguém grita: “o anjo agitou as águas”, e a confusão estava feita, doentes se jogando por todos os lados na tentativa de ser o primeiro a entrar, e novamente aconteceu que, ninguém sabe ao certo quem foi o primeiro e, portanto, não houve cura. Mais um ano de frustração.
Jesus em uma de suas visitas á cidade de Jerusalém, resolveu ir até o tanque de Betesda e diante de toda essa situação deplorável, ele desviou sua atenção dos mais ricos, dos mais capazes e dos que menos precisavam da cura; dirigiu-se para um dos cantos esquecidos de Betesda e encontrou um homem que esperava por seu milagre há trinta e oito anos.Jesus aproximou-se do paralítico e perguntou: “você quer ser curado?”. O paralítico respondeu o que era óbvio: “Senhor, não tenho ninguém que me ajude a entrar no tanque quando a água é agitada. Enquanto estou tentando entrar, outro chega antes de mim”. 

Nesse mesmo instante Jesus curou o paralítico e este começou andar.As pessoas afirmavam que o anjo descia até o tanque anualmente, mas ninguém sabia a data exata. Irrequietos, os doentes mais hábeis saltavam, esporadicamente, para se anteciparem ao anjo. A confusão era constante. Os que se sentiam melhor, corriam pelos corredores gritando “aleluia” e outros, nervosos e frustrados, desmentiam os milagres. Vez por outra, levantavam-se profetas prevendo o dia preciso em que o anjo visitaria o local.Certos doentes jaziam por anos e anos em total mendicância, esperando o momento da cura que não chegava nunca. 

O estado de alguns era deplorável. Escaras cheiravam mal e piolhos podiam ser vistos a olho nu nos cabelos de certas mulheres.Diante dessa realidade tão perversa, Cristo passou ao largo dos mais capazes, dos mais ricos e dos que menos precisavam de cura; dirigiu-se para um dos cantos esquecidos do tanque de Betesda e encontrou um homem que esperava por seu milagre há trinta e oito anos. Ninguém sabe seu nome, mas, com certeza era um pobre; sua família, ocupada com a sobrevivência, se esquecera dele fazia algumas décadas.
Jesus aproximou-se do paralítico e perguntou: “Você quer ser curado”? Ele respondeu dentro da lógica que aprendera: “Senhor, não tenho ninguém que me ajude a entrar no tanque quando a água é agitada. Enquanto estou tentando entrar, outro chega antes de mim”. De um só fôlego, Jesus ordenou: “Levante-se, pegue a sua maca e ande”. Imediatamente o homem pegou a maca e começou a andar.A passagem de Jesus pelo tanque de Betesda aconteceu num sábado, o dia sagrado dos judeus, porque ele tinha um propósito: mostrar que a religião se preocupa, prioritariamente, com a sua estabilidade. Os religiosos sobrevivem da ilusão e não têm escrúpulos de gerar falsas expectativas em pessoas fragilizadas.Quando aquele senhor abandonou o tanque de Betesda com a sua maca nas costas, Jesus deixou uma mensagem para a cidade de Jerusalém: “Os milagres que procedem de Deus não premiam quem souber se mostrar hábil, santo ou rico – Deus não faz acepção de pessoas, nem busca transformar os espaços religiosos numa corrida desenfreada pela bênção onde só os mais fortes sobrevivem”.

O tanque de Betesda é metáfora que lembra a humanidade que Deus olha graciosamente para os desfavorecidos, para os que não têm a menor possibilidade de se safarem dos torniquetes perversos da injustiça, para os mais indefesos – órfãos e viúvas, por exemplo.Cristianismo deve, portanto, assumir o compromisso de continuar visitando os campos de exilados (Darfur), as clínicas de Aids (África do Sul), as periferias miseráveis das grandes cidades (Brasil) para anunciar a mais alvissareira de todas as notícias: Deus não se esqueceu dos pobres.

Descoberta arqueológica


A Jerusalém do século I a.C. reunia vários elementos das culturas anteriores, como babilônicos, persas e helênicos, que as tinha conquistado. O helenismo profundamente difundido pela alta sociedade encontrava forças nas suas bases culturais principalmente quando estava relacionado à cura de doenças, estas eram entendidas pelos povos semíticos como provenientes de demônios crença essa difundida desde períodos remotos.O culto desenvolvido no Tanque de Betesda possuiu uma referência no texto bíblico atribuído a João em um período posterior a destruição de Jerusalém mais precisamente na década de 90 d.C. fato esse discutido por historiadores atuais que buscam a comprovação de um Jesus Histórico e que utilizam de textos joaninos para buscar tal referência. 

Segundo o professor doutor André Chevitarese:“a passagem de João 5:1-9 diz respeito a um individuo com problemas de saúde, de movimento, que está há anos com esse problema, tentando entrar na piscina de Betesda. Jesus se aproximar dele e o cura, sem que ele precise entrar nessa piscina. Isso é a leitura (teológica) do texto.Mas, essa piscina, descoberta quando da ampliação de uma casa no contexto de Jerusalém no final do século XIX, foi escavada em meados do século XX.Para surpresa dos arqueólogos, alguns dados vieram à tona: o primeiro deles é que essa piscina faz parte de um complexo ligado ao santuário de Serápis (Asclépio) que era o deus associado à cura.
Ela tem muito pouco (pelo menos o que foi escavado) haver com o ambiente estritamente judaico. Talvez, por isso, Jesus não mandou o homem mergulhar na piscina; ele o curou ali mesmo na borda.
Este era um santuário do deus da cura, Asclépio, e parece ter muito mais relação com as guarnições multiétnicas romanas estacionadas em Jerusalém, o que não quer dizer que ele também não possa ter atendido a judeus helenizados”.
O helenismo provocou uma intensa troca cultural, que veio a provocar grandes modificações na estrutura religiosa do povo judeu, entre esses elementos podemos assim observar a presença de cultos de deuses estrangeiros, enraizados no imaginário do povo que, como exemplo pode observar o aglomerado de pessoas que utilizavam o Tanque de Betesda fato esse comprovado pelos achados arqueológicos, o sitio arqueológico encontrado possuía mais de 5.000 m2 a importância das construções indica que se tratava de lugar público.
O local foi encontrado durante as reparações e escavações da Basílica Santa Ana em 1888 pelo professor arqueólogo, Dr. Conrad Shick, localizado atualmente no bairro Mulçumano em Jerusalém, no século I, segundo o historiador Flávio Josefo esse bairro era chamado de Betesda o Tanque ficava próximo da Porta das Ovelhas e da Fortaleza Antônia englobado pela terceira muralha construída inicialmente pelas ordens do rei Agripa I (41-44 d.C.), muralha essa que teve sua construção embargada pelo Imperador Claudio no ano de 44 d.C. e finalmente completada no ano de 66 d.C. pelos judeus revoltosos.

Tanque de Betesda tornou-se Centro Cultural Jerusalém


Foram encontradas no local colunatas do estilo romano e uma pintura de um anjo agitando as águas que segundo os especialistas responsáveis pelo achado comprovam que essa pintura é do período dos imperadores romanos cristãos, fato esse comprovado pelos profissionais químicos atuais, responsáveis por estudos mais profundos utilizando a técnica do carbono 14.Os romanos reutilizaram a estrutura e a aumentaram consideravelmente. Acrescentaram cisternas, bancos nas salas cobertas e, possivelmente, um altar para sacrifícios. 

O lugar era claramente um santuário onde se tomavam banhos de cura, sob a proteção de Serápis, como mostra as peças arqueológicas descobertas.Afrescos murais representando a cura; ex-voto comemorando as duas funções de Serápis (curas e salvamentos no mar); moedas reproduzindo a efígie de Serápis e da deusa Hígia, filha de Esculápio; uma representação mostrando Serápis como serpente com a cabeça de homem barbado.O Tanque de Betesda ficava localizado próximo a uma fonte que segundo registros, já tinha a função de abastecimento desde o período de Salomão como os mapas utilizados pela autora Karen Armstrong. A primeira menção de ocupação da atual área de Jerusalém, remonta do século X a.C. pelo povo Jebuseu nesse período não tinha referências de águas subterrâneas a parte ocupada pelos Jebuseu se resumia a um elevado bem protegido e com a fonte de Gion.

Qual o verdadeiro sentido do tanque de Betesda?


Contudo, constatamos que, o tanque nada mais era que uma espécie de “Aparecida do Norte” de sua época. Judeus que acreditavam em algo obviamente inexistente.Um homem amparado pelo Senhor da misericórdia (6-9). Desanimado por não ter ajuda; mas, que em Jesus encontrou forças;- Diariamente, as pessoas que tinham enfermos em casa, os traziam e os depositavam ali como se fosse lixo. Alguns até ficavam de acompanhante, outros mais abastados pagavam escravos para que servissem seu parente doente. Jesus, o Senhor da cura, estava na “Casa da Misericórdia”, mas não foi percebido, pois preocupados consigo mesmos, estavam à espera do movimento das águas.- Neste ambiente competitivo havia muita discussão e brigas. Os mais fortes eram privilegiados. Este homem, sem ter ninguém que o ajudasse era sempre o último. Estava sempre em último lugar.Então Cristo lhe perguntou “Queres ser curado”? A pergunta de Jesus poderia parecer obvia, mas não era. Pois, o perigo da dor prolongada é desistir da cura e ir levando do jeito que dá.
- Por ter esperado tanto tempo sem que ninguém o ajudasse entrar na água, bem que poderia ter perdido a esperança na cura.
Foi assim que Jesus o encontrou. Desamparado, apático, desanimado e decepcionado com o mundo.
Talvez a esperança pudesse ter dado lugar à mágoa e a falta de recurso o levasse a por a culpa nos outros. Mas Jesus, que sempre foi amigo e sempre ajudou aquele que carece de ajuda, foi seu amigo. Jesus foi a sua força. Com Jesus ele se levantou. “Jesus lhe disse: Levanta te, toma o teu leito e anda.
Imediatamente, o homem se viu curado e, tomando o leito, pôs-se a andar”.
Jesus o curou sem pedir nada em troca, apenas por sua Graça e misericórdia.

No terceiro momento vemos:


3. Um homem abençoado após receber a misericórdia (10-18)

Que passou a incomodar o mal; mas, que em Jesus encontrou direção.- Jesus sempre disse que veio para aliviar a dor e a tristeza do necessitado. Para ele, até outras tarefas poderiam ser deixadas de lado (como no caso de Marta e Maria), mas a de compadecer-se do próximo não se poderia deixar.Por isso ele ajudou sem se importar se era sábado. Quanto ao homem, quando estava doente ninguém se importava com ele, mas depois de passaram a persegui-lo.Qualquer veria aquela ocasião para a alegria e o agradecimento. Mas, sempre tem “os do contra”. Aqueles que o olhavam o brilho de Jesus com inveja. Para estes, um homem andando com uma cama nas costas era um prato cheio para as criticas.Os religiosos judeus chegaram a conclusão que quem levasse uma agulha ou alfinete em sua roupa era pecador. Por isso, o homem foi advertido pelos judeus por estar carregando o leito no sábado.
Porém o homem rejeitou a advertência ao responder: ”Quem me curou disse: Toma o teu leito e anda”. Era como se dissesse: “se ao cumprir a ordem recuperei a saúde, como pode essa ordem ser errada”?
- O mal passou a persegui-lo, mas em Jesus ele obteve a direção. Mais tarde, quando Jesus encontrou o homem no templo lhe disse: “Já que está curado não peque mais para que não lhe aconteça algo pior”.
Este conselho de Jesus tem sentido, pois havia no intimo do coração Judaico uma premissa: “toda enfermidade do homem vem pelo pecado do homem, se, o homem foi curado seria porque seu pecado foi perdoado”. Por outro lado sempre houve gente que usou o amor, o perdão e a graça de Deus como desculpa para pecar.
Sempre houve aqueles que pecavam confiando na abundância da graça (Rm 6.1-18). Por isso, este homem, agora curado, poderia argumentar: “bom já que eu encontrei alguém que me libertou do pecado e me curou, posso continuar pecando e conseguinte sendo curado”.
Então, além da cura Jesus também dá a direção. Porém, antes ele não sabia que o havia curado, agora ao saber teve que relatar para as autoridades.
Então os religiosos foram a procura de Jesus para ouvirem dele a defesa. A defesa de Jesus foi surpreendente.
“Meu Pai não deixa de trabalhar no dia de sábado”. Certo autor comentou: “Durante o sábado o sol brilha; os rios correm; as pessoas nascem e morrem como durante qualquer outro dia; tudo é a obra de Deus”.
Jesus disse: “Se o Pai dá amor e misericórdia todos os dias; como não darei”.
Ao mesmo tempo em que um ato de misericórdia de Jesus é capaz de conquistar pessoas para a fé também faz com que os adversários se enfureçam.
O verdadeiro sentido desta mensagem é totalmente relacionado ao fato de Jesus estar passando por ali. Se Jesus não passasse por Betesda, a mesma nem mesma seria inclusa ao texto bíblico, mas de fato os autores notaram a importância desta mensagem, a qual poderia nos ajudar muito nos dias de hoje!
Enquanto o povo ficava de hora em hora esperando por um movimento nas águas, (os quais não relatam de fato ter tido êxito em curas) o próprio Deus andava entre eles. Enquanto seus olhos estavam fixados num tanque em busca de uma cura física, a própria Cura andava entre eles.
Isso demonstra o quanto o povo apegava-se nos valores físicos, procurando a necessidade de materializar algo para que pudessem acreditar na cura.
Jesus mostra que as velhas práticas somente têm valor histórico, Ele muda todas as coisas.
Jesus mostra-nos que os sacrifícios do Antigo testamento não são mais necessários. Não existe mais a necessidade de mergulhar sete vezes para receber a cura, é simples, puramente simples, apenas levante e ande!
Até hoje temos visto o povo que padece por esperar em algo que nunca lhe proporcionará realmente um milagre. Tantos como aquele aleijado assentados a beira de uma lenda, esperando com que ela se torne verdadeira.
O paganismo vem cegando vidas em torno de todo o mundo. Dentro da própria Igreja podemos enxergar tudo isso!
A intenção e fundamento deste texto não é fazer com que sua fé seja amornecida ou apagada, o verdadeiro sentido deste texto é levar a sua fé na direção correta.
Direcione sua fé naquele que anda em nosso meio até os dias de hoje, o verdadeiro Cristo que está vivo para sempre! Deixe de esperar que alguém te ajude á levantar quando Jesus já está estendendo suas mãos em seu favor á muito tempo! A verdadeira oportunidade não era daquele que se lançava nas águas após o movimento dela, a verdadeira oportunidade era daquele que lançava-se nos braços de Cristo o verdadeiro Salvador.
Você já teve esta oportunidade hoje? Então o que faz aí parado?
LEVANTE-SE E ANDE!
Jesus provou que o deus da cura não é Esculápio e sim Ele mesmo, o Senhor Jesus! Amém!

Por Jânio Santos de Oliveira