sábado, 2 de agosto de 2014

HIDROTERAPIA - QUENTE E FRIO.

Hidroterapia


Sabia que há um método de tratamento simples e eficaz para muitos problemas preocupantes, que não é caro, e está acessível na sua própria casa?
É a hidroterapia – o uso da água.
Deus proveu na Natureza notáveis agentes restauradores da saúde – água, ar livre, luz solar e uma imensa variedade de plantas medicinais, para nomear apenas alguns.  Ao contrário de muitos medicamentos, os tratamentos com água não sobrecarregam o fígado e os rins mas, em vez disso, ajudem a eliminar toxinas.Com água podem-se curar infecções, ferimentos e uma multiplicidade de incómodos. Não tem praticamente efeitos secundários nocivos, quando implementado correctamente, e pode ser facilmente aplicado a uma parte específica do corpo.
1. O Banho de Contraste
O banho de contraste quente e frio é um dos mais simples e mais eficazes tratamentos com água. Consiste em imergir qualquer parte do corpo em água quente primeiro, e depois em água fria.
O que acontece ao corpo quando a água quente e fria é aplicada?
Os vasos sanguíneos dilatam quando é aplicado calor, e estreitam com a aplicação de frio.  Esta mudança de calibre dos vasos sanguíneos estimula a circulação. Mais sangue significa que mais oxigénio e mais nutrientes são levados à área afectada. Também é acelerado o processo de remoção de toxinas e desperdícios. Resultado: a cura é acelerada.
Alguns problemas comuns que são muito beneficiados pelo uso do banho de contraste:
-  Infecções – especialmente as infecções das mãos e dos pés.
 Lesões nos músculos e articulações.
-  Artrite
-  Fracturas Ósseas
-  Pés e tornozelos inchados.
De que necessita para fazer um banho de contraste em casa:
Duas bacias suficientemente grandes para cobrir a parte afectada.
Uma cafeteira (ou panela) de água bem quente.
Um jarro de água gelada e
Uma toalha (para secar a área depois do tratamento acabar).
Precauções a tomar antes de começar o tratamento:
Prepare o equipamento e veja se o quarto está morno e se não há correntes de ar frio. Experimente a água quente com o seu cotovelo – assegure-se que não está demasiado quente. A temperatura deve estar entre os 40º e 42,2º C.
Meta a parte do corpo afectada completamente na água quente durante 3 minutos.
Passados os 3 minutos, mude para a água fria durante 30 a 60 segundos ( pode pôr gelo na água, para maior contraste).
Conserve a água quente à temperatura desejada, adicionando mais água quente à medida que for necessário.
Para um tratamento completo, repita 3 a 5 vezes, acabando com o frio.
Para obter melhor resultado, é aconselhável descansar 20 a 30 minutos depois de um tratamento.

Alguns cuidados a ter quando fizer um banho de contraste:
a. Em vez de água muita quente e gelada, use apenas água morna (para quente) e fria, se houver alguma perda de sensibilidadeou falta de circulação. Isto é especialmente normal nosdiabéticos.
b. No caso de uma infecçãodesinfecte o equipamento bem antes e depois de tratar uma ferida aberta ou infectada. Isto impedirá a infecção de se espalhar.
O banho de contraste tem ajudado muitas pessoas a recuperar a saúde sem terem que recorrer ao uso de medicamentos.
 2.   O Duche de Contraste
Vamos analisar outro tratamento muito eficaz – o duche de contraste. Este tratamento actua como um estimulante e revigorante saudável, promovendo uma boa circulação sanguínea e um bem-estar físico geral.
O Dr. Alexander Fleming, que descobriu a penicilina, fez uma outra descoberta importante. Descobriu que nas secreções do nariz e da garganta, o nosso corpo produz um anti-séptico natural chamado “Lisozima”. Quando as secreções da garganta são ligeiramente ácidas na sua reacção, esta substância está activa contra germes invasores, ajudando a evitar as constipações e gripes.
Uma das melhores maneiras de manter essas secreções ligeiramente ácidas, e uma defesa eficaz contra as constipações, é tomar diariamente um duche quente e frio. Até mesmo para doentes que sofriam de constipações consecutivas durante meses este remédio foi eficaz. Muitos conseguiram ficar livres dessas constipações.
O duche de contraste como preventivo.
A ideia é realmente muito simples: alterna a água quente e fria, enquanto toma o duche. Por exemplo, todos os dias, comece com um duche quente durante alguns minutos. É preciso que esteja bem quente para lhe saber bem o frio. (Ensaboe-se e lave-se durante o quente). Quando terminar, mude para a água fria durante 30 a 60 segundos, e de seguida seque-se.
O duche de contraste como tratamento.
O procedimento é idêntico, mas com repetições:
- Depois de 3 minutos de água quente, e 30 a 60 segundos de água fria, volte novamente ao quente durante mais 3 minutos. Sentir-se-á muito bem.
- Agora, seja um pouco mais agressivo. Mude rapidamente para uma temperatura ainda mais fria.
- Para resultados ideais, as mudanças do quente para o frio devem ser abruptas. À medida que se habituar ao duche de contraste, aguentará temperaturas mais frias.
- Repita esta mudança de quente para frio, 3 a 5 vezes. Lembre-se que é importante terminar sempre com o frio e secar-se rapidamente.
- Não se esqueça de repousar depois do tratamento.
3. ...E os seus aliados
A maneira mais segura de preservar e restaurar a saúde física é viver em harmonia com as leis da natureza. Os remédios naturais tornam-se muito mais eficazes, quando os princípios de saúde são praticados na vida diária. Os seguintes hábitos “trabalham” lado a lado com os tratamentos curativos de água:
-  Comer alimentos nutritivos.
-  Beber água em abundância,
-  Fazer exercício, ao ar livre e ao sol.
-  Ser temperante (abster-se de drogas perigosas, de álcool, nicotina e cafeína).
-  Ter um repouso adequado. 

Marianne Ferreira
Médica
http://medicinapreventiva.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=59&Itemid=2

Nenhum comentário:

Postar um comentário