sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

O Poder da Escola Bíblica

O Poder da Escola Bíblica

O avivamento da Rua Azusa, na cidade de Los Angeles – EUA tem marcado profundamente o Cristianismo dos últimos cem anos. Hoje, dos milhões de cristãos protestantes e evangélicos no mundo, inclusive nós, 600 milhões pertencem a igrejas que foram diretamente influenciadas pelo avivamento da Rua Azusa. 

O início do avivamento começou com o ministério de Charles Fox Parham. Em 1898 Parham abriu um ministério, incluindo uma escola Bíblica, na cidade de Topeka, Kansas. Depois de estudar o livro de Atos, os alunos da escola começaram buscar o batismo no Espírito Santo, e no dia 1° de janeiro de 1901, uma aluna, Agnes Ozman, recebeu o batismo, com a manifestação do dom de falar em línguas estranhas. Nos dias seguintes, outros alunos, e o próprio Parham, também receberam a experiência e falaram em línguas. 

Nessa época, as igrejas Holiness (“Santidade”), descendentes da Igreja Metodista, ensinavam que o batismo no Espírito Santo, signficava apenas uma forma de santificação, e não uma experiência de capacitação de poder sobrenatural. A mensagem de Parham, porém era que o batismo no Espírito Santo devia ser acompanhado com o sinal miraculoso de falar em línguas. Parham, com seu pequeno grupo de alunos e obreiros, começou pregar sobre o batismo no Espírito Santo, e também iniciou um jornal, como este que você está lendo, chamado “The Apostolic Faith” (A Fé Apostólica). Em Janeiro de 1906 ele abriu outra escola Bíblica na cidade de Houstan, Texas. Um dos alunos desta escola foi William Seymour responsável pelo avivamento da Rua Azusa, na cidade de Los Angeles. 

Nascido em 1870, filho de ex-escravos, Seymour estava pastoreando uma pequena igreja Holiness na cidade e já estava orando cinco horas por dia para receber a plenitude do Espírito Santo na sua vida. Sozinho na cidade de Los Angeles, sem sustento financeiro nem a passagem para voltar para Houston, Seymour foi hospedado por Edward Lee, um membro daquela igreja, e mais tarde, por Richard Asberry. Seymour ficou em oração, aumentando seu tempo diário de oração para sete horas por dia, pedindo que Deus lhe desse “aquilo que Parham pregou: o verdadeiro Espírito Santo e fogo, com línguas e o amor e o poder de Deus, como os apóstolos tiveram.” 

Uma reunião de oração começou na casa da família Asbery, na Rua Bonnie Brase, número 214. O grupo então levantou uma oferta para trazer Lucy Farrow, amiga de Seymour que já tinha recebido o batismo no Espírito Santo, da cidade de Houston. Quando ela chegou, orou por Edward Lee, que caiu no chão e começou falar em línguas estranhas. Naquela mesma noite, 9 de abril de 1906, o poder do Espírito Santo caiu na reunião de oração na Rua Bonnie Brase e a maioria das pessoas presentes começou falar em línguas. 

Jennie Moore, que mais tarde se casou com William Seymour, começou cantar e tocar o piano, apesar de nunca ter aprendido a tocar. A partir dessa noite, a casa na Rua Bonnie ficou lotada com pessoas buscando o batismo no Espírito Santo. Dentro de poucos dias, o próprio Seymour também recebeu o batismo e o dom de línguas. Uma testemunha das reuniões na Rua Bonnie Brase disse: Eles gritaram durante três dias e três noites. As pessoas vieram de todos os lugares. No dia seguinte foi impossível chegar perto da casa. Quando as pessoas entravam, elas caíam no do poder de Deus; e a cidade inteira foi tocada. Eles gritaram lá até as fundações da casa cederem, mas ninguém foi ferido. Durante esses três dias havia muitas pessoas que receberam o batismo. Os doentes eram curados e os pecadores salvos assim que eles entravam. 

Sabendo que a casa na Rua Bonnie Brase estava ficando pequena demais para as multidões, Seymour e os outros procuravam um lugar para se reunir. Eles acharam um prédio, na Rua Azusa, número 312, que tinha sido uma igreja Metodista Episcopal, que depois de ser danificado num incêndio, foi utilizado como estábulo e depósito. Depois de tirar os escombros e construir um púlpito de duas caixas de madeira e bancos de tábuas, o primeiro culto foi realizado na Rua Azusa no dia 14 de abril de 1906. Se você leu com atenção deve ter notado que o avivamento chegou por causa da Escola Bíblica na qual aquele pequeno grupo aprendeu sobre o Espírito Santo e seu poder. 

Caro irmão você que ainda não faz parte da EB de sua igreja não sabe quanta benção e quanto conhecimento está perdendo. Junte-se a nós venha mudar sua vida através do conhecimento de Deus. 

Deus abençoe a todos, 

Pastor Luiz Antoniohttps://iprr.wordpress.com/2010/08/07/o-poder-da-escola-biblica-2/

Nenhum comentário:

Postar um comentário