sexta-feira, 12 de maio de 2017

13 DE MAIO - LEITURA BÍBLICA ANUAL - 2° REIS 01 e 02.

2 Reis 1

O julgamento de Deus sobre Acazias

1Depois da morte de Acabe, Moabe rebelou-se contra Israel.
2Certo dia, Acazias caiu da sacada do seu quarto no palácio de Samaria e ficou muito ferido. Então enviou mensageiros para consultar Baal-Zebube, deus de Ecrom, para saber se ele se recuperaria.
3Mas o anjo do Senhor disse ao tesbita Elias: "Vá encontrar-se com os mensageiros do rei de Samaria e pergunte a eles: Acaso não há Deus em Israel? Por que vocês vão consultar Baal-Zebube, deus de Ecrom?
4Por isso, assim diz o Senhor: 'Você não se levantará mais dessa cama e certamente morrerá!' " E Elias foi embora.
5Quando os mensageiros voltaram ao rei, ele lhes perguntou: "Por que vocês voltaram?"
6Eles responderam: "Um homem veio ao nosso encontro e nos disse: 'Voltem ao rei que os enviou e digam-lhe: Assim diz o Senhor: "Acaso não há Deus em Israel? Por que você mandou consultar Baal-Zebube, deus de Ecrom? Por isso você não se levantará mais dessa cama e certamente morrerá!" ' "
7O rei lhes perguntou: "Como era o homem que os encontrou e disse isso?"
8Eles responderam: "Ele vestia roupas de pelos e usava um cinto de couro".
O rei concluiu: "Era o tesbita Elias".
9Em seguida mandou um oficial com cinquenta soldados procurar Elias. O oficial o encontrou sentado no alto de uma colina, e lhe disse: "Homem de Deus, o rei ordena que tu desças".
10Elias respondeu ao oficial: "Se sou homem de Deus, que desça fogo do céu e consuma você e seus cinquenta soldados!" E desceu fogo do céu e consumiu o oficial e seus soldados.
11Depois disso o rei enviou outro oficial com mais cinquenta soldados. E ele disse a Elias: "Homem de Deus, o rei ordena que tu desças imediatamente".
12Respondeu Elias: "Se sou homem de Deus, que desça fogo do céu e consuma você e seus cinquenta soldados!" De novo, fogo de Deus desceu do céu e consumiu o oficial e seus soldados.
13Então o rei enviou um terceiro oficial com outros cinquenta soldados. O oficial subiu o monte, caiu de joelhos diante de Elias e implorou: "Homem de Deus, tem consideração por minha vida e pela vida destes cinquenta soldados, teus servos!
14Sei que desceu fogo do céu e consumiu os dois primeiros oficiais com todos os seus soldados. Mas agora tem consideração por minha vida!"
15O anjo do Senhor disse a Elias: "Acompanhe-o; não tenha medo dele". Então Elias se levantou, desceu com ele e foi falar com o rei.
16Ao chegar, disse ao rei: "Assim diz o Senhor: 'Acaso não há Deus em Israel? Por que você mandou consultar Baal-Zebube, deus de Ecrom? Por isso você não se levantará mais dessa cama e certamente morrerá!' "
17E Acazias morreu, conforme a palavra do Senhor anunciada por Elias. Como não tinha filhos, Jorão foi o seu sucessor no segundo ano do reinado de Jeorão, rei de Judá, filho de Josafá.
18O­s demais acontecimentos do reinado de Acazias e suas realizações estão escritos nos registros históricos dos reis de Israel.

2 Reis 2

Elias é arrebatado

1Quando o Senhor levou Elias aos céus num redemoinho, aconteceu o seguinte: Elias e Eliseu saíram de Gilgal,
2e no caminho disse-lhe Elias: "Fique aqui, pois o Senhor me enviou a Betel".
Eliseu, porém, disse: "Juro pelo nome do Senhor e por tua vida que não te deixarei ir só". Então foram a Betel.
3Em Betel os discípulos dos profetas foram falar com Eliseu e perguntaram: "Você sabe que hoje o Senhor vai levar para os céus ­o seu mestre, separando-o de você?"
Respondeu Eliseu: "Sim, eu sei, mas não falem nisso".
4Então Elias lhe disse: "Fique aqui, Eliseu, pois o Senhor me enviou a Jericó".
Ele respondeu: "Juro pelo nome do Senhor e por tua vida que não te deixarei ir só". Desceram então a Jericó.
5Em Jericó os discípulos dos profetas foram falar com Eliseu e lhe perguntaram: "Você sabe que hoje o Senhor vai levar para os céus o seu ­mestre, separando-o de você?"
Respondeu Eliseu: "Sim, eu sei, mas não falem nisso".
6Em seguida Elias lhe disse: "Fique aqui, pois o Senhor me enviou ao rio Jordão".
Ele respondeu: "Juro pelo nome do Senhor e por tua vida que não te deixarei ir só!" Então partiram juntos.
7Cinquenta discípulos dos profetas os acompanharam e ficaram olhando a distância, quando Elias e Eliseu pararam à margem do Jordão.
8Então Elias tirou o manto, enrolou-o e com ele bateu nas águas. As águas se dividiram, e os dois atravessaram em chão seco.
9Depois de atravessar, Elias disse a Eliseu: "O que posso fazer em seu favor antes que eu seja levado para longe de você?"
Respondeu Eliseu: "Faze de mim o principal herdeiro de teu espírito profético".
10Disse Elias: "Seu pedido é difícil; mas, se você me vir quando eu for separado de você, terá o que pediu; do contrário, não será atendido".
11De repente, enquanto caminhavam e conversavam, apareceu um carro de fogo puxado por cavalos de fogo que os separou, e Elias foi levado aos céus num redemoinho.
12Quando viu isso, Eliseu gritou: "Meu pai! Meu pai! Tu eras como os carros de guerra e os cavaleiros de Israel!" E, quando já não podia mais vê-lo, Eliseu pegou as próprias vestes e as rasgou ao meio.
13Depois pegou o manto de Elias, que tinha caído, e voltou para a margem do Jordão.
14Então bateu nas águas do rio com o manto e perguntou: "Onde está agora o Senhor, o Deus de Elias?" Tendo batido nas águas, elas se dividiram e ele atravessou.
15Quando os discípulos dos profetas, vindos de Jericó, viram isso, disseram: "O espírito profético de Elias repousa sobre Eliseu". Então foram ao seu encontro, prostraram-se diante dele e disseram:
16"Olha, nós, teus servos, temos cinquenta homens fortes. Deixa-os sair à procura do teu mestre. Talvez o Espírito do Senhor o tenha levado e deixado em algum monte ou em algum vale".
Respondeu Eliseu: "Não mandem ninguém".
17Mas eles insistiram até que, constrangido, consentiu: "Podem mandar os ho­mens". E mandaram cinquenta homens, que procuraram Elias por três dias, mas não o encontraram.
18Quando voltaram a Eliseu, que tinha ficado em Jericó, ele lhes falou: "Não disse a vocês que não fossem?"

Purificação da água

19Alguns homens da cidade foram dizer a Eliseu: "Como podes ver, esta cidade está bem localizada, mas a água não é boa e a terra é improdutiva".
20E disse ele: "Ponham sal numa tigela nova e tragam-na para mim". Quando a levaram,
21ele foi à nascente, jogou o sal ali e disse: "Assim diz o Senhor: 'Purifiquei esta água. Não causará mais mortes nem deixará a terra improdutiva' ".
22E até hoje a água permanece pura, conforme a palavra de Eliseu.

Os rapazes fazem troça de Eliseu

23De Jericó Eliseu foi para Betel. No caminho, alguns meninos que vinham da cidade começaram a caçoar dele, gritando: "Suma daqui, careca!"
24Voltando-se, olhou para eles e os amaldiçoou em nome do Senhor. Então, duas ursas saíram do bosque e despedaçaram quarenta e dois meninos.
25De Betel prosseguiu até o monte Carmelo e dali voltou a Samaria.


Nenhum comentário:

Postar um comentário