sábado, 24 de junho de 2017

25 DE JUNHO - LEITURA BÍBLICA ANUAL - 1° Crônicas 9 a 11.


1 Crônicas 9

O povo de Jerusalém

1Todos os israelitas foram alistados nas genealogias dos registros históricos dos reis de Israel.
Por sua infidelidade o povo de Judá foi levado prisioneiro para a Babilônia.
2Os primeiros a voltarem às suas propriedades e às suas cidades foram algumas pessoas do povo e alguns sacerdotes, levitas e servidores do templo.
3Os de Judá, de Benjamim e de Efraim e Manassés que se instalaram em Jerusalém foram:
4Utai, filho de Amiúde, neto de Onri, bisneto de Inri e trineto de Bani, um descendente de Perez, filho de Judá.
5Dos descendentes de Selá:
O primogênito Asaías com seus filhos.
6Dos descendentes de Zerá:
Jeuel.
Os de Judá eram 690.
7Dos benjamitas:
Salu, filho de Mesulão, neto de Hodavias e bisneto de Hassenua;
8Ibneias, filho de Jeroão; Elá, filho de Uzi, filho de Micri; e Mesulão, filho de Sefatias, filho de Reuel, filho de Ibnias.
9Da tribo de Benjamim, relacionados em sua genealogia, eram 956. Todos esses homens eram chefes de suas famílias.
10Dos sacerdotes:
Jedaías, Jeoiaribe, Jaquim;
11Azarias, filho de Hilquias, neto de Mesulão, bisneto de Zadoque, trineto de Meraiote e tetraneto de Aitube, o líder encarregado do templo de Deus;
12Adaías, filho de Jeroão, neto de Pasur e bisneto de Malquias; e Masai, filho de Adiel, neto de Jazera, bisneto de Mesulão, trineto de Mesilemite e tetraneto de Imer.
13O número de sacerdotes que eram chefes de famílias era 1.760. Eram homens capazes, e sua responsabilidade era ministrar no templo de Deus.
14Dos levitas:
Semaías, filho de Hassube, neto de Azricão e bisneto de Hasabias, um merarita;
15Baquebacar, Heres, Galal e Matanias, filho de Mica, neto de Zicri e bisneto de Asafe;
16Obadias, filho de Semaías, neto de Galal e bisneto de Jedutum; e Berequias, filho de Asa e neto de Elcana, que vivia nos povoados dos netofatitas.
17Os guardas das portas eram:
Salum, o chefe, Acube, Talmom, Aimã e os irmãos deles, sendo até hoje
18os guardas da porta do Rei, a leste. Salum era o chefe. Esses eram os guardas das portas, que pertenciam ao acampamento dos levitas.
19Salum, filho de Coré, neto de Ebiasafe e bisneto de Corá e seus parentes, os coreítas, guardas das portas, responsáveis por guardar as entradas da Tenda, como os seus antepassados tinham sido responsáveis por guardar a entrada da habitação do Senhor.
20Naquela época, Fineias, filho de Eleazar, estivera encarregado dos guardas das portas, e o Senhor estava com ele.
21Zacarias, filho de Meselemias, era o guarda das portas da entrada da Tenda do Encontro.
22A soma total dos escolhidos para serem guardas das portas, registrados nas genealogias dos seus povoados, era de 212. Eles haviam sido designados para esses postos de confiança por Davi e pelo vidente Samuel.
23Eles e os seus descendentes foram encarregados de vigiar as portas do templo do Senhor, o templo chamado Tenda.
24Os guardas vigiavam as portas nos quatro lados: norte, sul, leste e oeste.
25Seus parentes, residentes em seus povoados, tinham que vir de tempos em tempos e trabalhar com eles por períodos de sete dias.
26Mas os quatro principais guardas das portas, que eram levitas, receberam a responsabilidade de tomar conta das salas e da tesouraria do templo de Deus.
27Eles passavam a noite perto do templo de Deus, pois tinham o dever de vigiá-lo e de abrir as portas todas as manhãs.
28Alguns levitas estavam encarregados dos utensílios utilizados no culto no templo; eles os contavam quando eram retirados e quando eram devolvidos.
29Outros eram responsáveis pelos móveis e por todos os demais utensílios do santuário, bem como pela farinha, pelo vinho, pelo óleo, pelo incenso e pelas especiarias.
30E ainda outros cuidavam da manipulação das especiarias.
31Um levita chamado Matitias, filho mais velho do coreíta Salum, tinha a responsabilidade de assar os pães para as ofertas.
32E entre os coatitas, seus irmãos, alguns estavam encarregados de preparar os pães que eram postos sobre a mesa todo sábado.
33Os cantores, chefes de famílias levitas, permaneciam nas salas do templo e estavam isentos de outros deveres, pois dia e noite se dedicavam à sua própria tarefa.
34Todos esses eram chefes de famílias levitas, alistados como líderes em suas genealogias, e moravam em Jerusalém.

A genealogia de Saul

35Jeiel, pai de Gibeom,
morava em Gibeom.
O nome de sua mulher era Maaca;
36e o de seu filho mais velho, Abdom.
37Depois nasceram Zur, Quis, Baal,
Ner, Nadabe,
Gedor, Aiô,
Zacarias e Miclote.
38Miclote gerou Simeia.
Eles também moravam perto
de seus parentes em Jerusalém.
39Ner gerou Quis, Quis gerou Saul,
Saul gerou Jônatas, Malquisua,
Abinadabe e Esbaal.
40Este foi o filho de Jônatas:
Meribe-Baal, que gerou Mica.
41Estes foram os filhos de Mica:
Pitom, Meleque, Tareia e Acaz.
42Acaz gerou Jadá; Jadá gerou Alemete,
Azmavete e Zinri; e Zinri gerou Mosa.
43Mosa gerou Bineá,
cujo filho foi Refaías;
o filho deste foi Eleasa, pai de Azel.
44Azel teve seis filhos,
e os nomes deles foram:
Azricão, Bocru, Ismael, Searias,
Obadias e Hanã.
Esses foram os filhos de Azel.

1 Crônicas 10

1E aconteceu que, em combate com os filisteus, os israelitas foram postos em fuga, e muitos caíram mortos no monte Gilboa.
2Os filisteus perseguiram Saul e seus filhos e mataram Jônatas, Abinadabe e Malquisua, filhos de Saul.
3O combate foi ficando cada vez mais violento em torno de Saul, até que os flecheiros o alcançaram e feriram gravemente.
4Então Saul ordenou ao seu escudeiro: "Tire sua espada e mate-me, senão sofrerei a vergonha de cair nas mãos desses incircuncisos".
Mas o seu escudeiro estava apavorado e não quis fazê-lo. Saul, então, apanhou a própria espada e jogou-se sobre ela.
5Quando o escudeiro viu que Saul estava morto, jogou-se também sobre sua espada e morreu.
6Dessa maneira Saul e seus três filhos morreram e, assim, toda a descendência real.
7Quando os israelitas que habitavam no vale viram que o exército tinha fugido e que Saul e seus filhos estavam mortos, fugiram, abandonando suas cidades. Depois os filisteus foram ocupá-las.
8No dia seguinte, quando os filisteus foram saquear os mortos, encontraram Saul e seus filhos caídos no monte Gilboa.
9Cortaram a cabeça de Saul, pegaram suas armas e enviaram mensageiros por toda a terra dos filisteus proclamando a notícia entre os seus ídolos e o seu povo.
10Expuseram suas armas num dos templos dos seus deuses e penduraram sua cabeça no templo de Dagom.
11Quando os habitantes de Jabes-Gileade ficaram sabendo o que os filisteus haviam feito com Saul,
12os mais corajosos dentre eles foram e apanharam os corpos de Saul e de seus filhos e os levaram a Jabes. Lá sepultaram seus ossos sob a Grande Árvore e jejuaram por sete dias.
13Saul morreu dessa forma porque foi infiel ao Senhor, não foi obediente à palavra do Senhor e chegou a consultar uma médium em busca de orientação,
14em vez de consultar o Senhor. Por isso o Senhor o entregou à morte e deu o reino a Davi, filho de Jessé

1 Crônicas 11

David é feito rei sobre Israel

1Todo o Israel reuniu-se com Davi em Hebrom e disse: "Somos sangue do teu sangue.
2No passado, mesmo quando Saul era rei, eras tu quem liderava Israel em suas batalhas. E o Senhor, o teu Deus, te disse: 'Você pastoreará Israel, o meu povo, e será o seu governante' ".

David conquista Jerusalém

3Então todas as autoridades de Israel foram ao encontro do rei Davi em Hebrom, onde este fez um acordo com elas perante o Senhor, e ali ungiram Davi rei de Israel, conforme o Senhor havia anunciado por meio de Samuel.
4Davi e todos os israelitas marcharam para Jerusalém, que é Jebus. Os jebuseus, habitantes da cidade,
5disseram a Davi: "Você não entrará aqui". No entanto, Davi conquistou a fortaleza de Sião, a Cidade de Davi.
6Naquele dia Davi disse: "O primeiro que atacar os jebuseus se tornará o comandante do exército". Joabe, filho de Zeruia, foi o primeiro e por isso recebeu o comando do exército.
7Davi passou a morar na fortaleza e por isso ela foi chamada Cidade de Davi.
8Ele reconstruiu a cidade ao redor da fortaleza, desde o Milo até os muros ao redor, e Joabe restaurou o restante da cidade.
9E Davi ia se tornando cada vez mais poderoso, pois o Senhor dos Exércitos estava com ele.

Os homens poderosos de David

10Estes foram os chefes dos principais guerreiros de Davi que, junto com todo o Israel, deram um grande apoio para estender o seu reinado a todo o país, conforme o Senhor havia prometido.
11Esta é a lista deles:
Jasobeão, um hacmonita, chefe dos oficiais; foi ele que, empunhando sua lança, matou trezentos homens numa mesma batalha.
12Depois, Eleazar, filho de Dodô, de Aoí, um dos três principais guerreiros.
13Ele estava com Davi na plantação de cevada de Pas-Damim, onde os filisteus se reuniram para a guerra. As tropas israelitas fugiram dos filisteus,
14mas eles mantiveram sua posição no meio da plantação. Eles a defenderam e feriram os filisteus, e o Senhor lhes deu uma grande vitória.
15Quando um grupo de filisteus estava acampado no vale de Refaim, três chefes do batalhão dos Trinta foram encontrar Davi na rocha que há perto da caverna de Adulão.
16Estando Davi nessa fortaleza e o destacamento filisteu em Belém,
17Davi expressou seu desejo: "Quem me dera me trouxessem água da cisterna que fica junto à porta de Belém!" .
18Então aqueles três infiltraram-se no acampamento filisteu, tiraram água daquela cisterna e trouxeram-na a Davi. Mas ele se recusou a bebê-la; em vez disso, derramou-a como uma oferta ao Senhor.
19"Longe de mim fazer isso, ó meu Deus!", disse Davi. "Esta água representa o sangue desses homens que arriscaram a própria vida!" Eles arriscaram a vida para trazê-la. E não quis bebê-la. Foram essas as proezas dos três principais guerreiros.
20Abisai, o irmão de Joabe, era o chefe do batalhão dos Trinta. Com uma lança enfrentou trezentos homens e matou-os, tornando-se famoso como os três.
21Foi honrado duas vezes mais do que o batalhão dos Trinta e tornou-se chefe deles, mas nunca igualou-se aos três principais guerreiros.
22Benaia, filho de Joiada, era um corajoso soldado de Cabzeel e realizou grandes feitos. Matou dois dos melhores guerreiros de Moabe e, num dia de neve, desceu ao fundo de uma cova e matou um leão.
23Também matou um egípcio de dois metros e vinte e cinco centímetros de altura. Embora o egípcio tivesse na mão uma lança parecida com uma lançadeira de tecelão, Benaia o enfrentou com um cajado. Arrancou a lança da mão do egípcio e com ela o matou.
24Esses foram os grandes feitos de Benaia, filho de Joiada, que também foi famoso como os três principais guerreiros de Davi.
25Foi mais honrado do que qualquer dos Trinta, mas nunca se igualou aos três. E Davi lhe deu o comando da sua guarda pessoal.
26Os outros guerreiros foram:
Asael, irmão de Joabe;
Elanã, filho de Dodô, de Belém;
27Samote, de Haror;
Helez, de Pelom;
28Ira, filho de Iques, de Tecoa;
Abiezer, de Anatote;
29Sibecai, de Husate;
Ilai, de Aoí;
30Maarai, de Netofate;
Helede, filho de Baaná, de Netofate;
31Itai, filho de Ribai,
de Gibeá de Benjamim;
Benaia, de Piratom;
32Hurai, dos riachos de Gaás;
Abiel, de Arbate;
33Azmavete, de Baurim;
Eliaba, de Saalbom;
34os filhos de Hasém, de Gizom;
Jônatas, filho de Sage, de Harar;
35Aião, filho de Sacar, de Harar;
Elifal, filho de Ur;
36Héfer, de Mequerate;
Aías, de Pelom;
37Hezro, de Carmelo;
Naarai, filho de Ezbai;
38Joel, irmão de Natã;
Mibar, filho de Hagri;
39o amonita Zeleque;
Naarai, de Beerote, escudeiro de Joabe,
filho de Zeruia;
40Ira e Garebe, de Jatir;
41Urias, o hitita;
Zabade, filho de Alai;
42Adina, filho de Siza, de Rúben,
chefe dos rubenitas
e do batalhão dos Trinta;
43Hanã, filho de Maaca;
Josafá, de Mitene;
44Uzia, de Asterote;
Sama e Jeiel, filhos de Hotão,
de Aroer;
45Jediael, filho de Sinri;
seu irmão, Joá, de Tiz;
46Eliel, de Maave;
Jeribai e Josavias, filhos de Elnaão;
Itma, um moabita,
47e Eliel, Obede e Jaasiel, de Mezoba.
Temas relacionados com as leituras de hoje:


Nenhum comentário:

Postar um comentário